Brasília-DF,
23/SET/2017

Último dia de desfile do Grupo Especial no Rio homenageia Zico e Senna

Os enredos também vão levar para a avenida outros temas, como a beleza de Pernambuco e do próprio Rio de Janeiro, entre outros. No total, seis escolas vão se apresentar

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Agência Brasil Publicação:03/03/2014 21:06
No segundo dia de desfile das escolas de samba que integram o Grupo Especial, o público terá uma festa que inclui homenagens a dois esportistas consagrados pelos brasileiros, Zico e Senna, mas os enredos também vão levar para a avenida outros temas, como a beleza de Pernambuco e do próprio Rio de Janeiro, entre outros. No total, seis escolas vão se apresentar.

A Mocidade Independente vai abrir o segundo dia de desfiles do Grupo Especial. A escola de Padre Miguel, zona oeste do Rio, vai levar para o Sambódromo uma homenagem ao carnavalesco Fernando Pinto, autor de enredos marcantes da agremiação, como o ecológico Como Era Verde o Meu Xingu; o campeonato em 1985, com Ziriguidum 2001, Um Carnaval nas Estrelas; e o vice-campeonato com Tupinicópolis, em 1987, ano em que morreu. Fernando Pinto nasceu em Pernambuco e, por isso, em 2014, a escola vai de Pernambucópolis.

No texto de apresentação do enredo, a Mocidade conta o que espera do desfile: "E é hora de voltar, pelo tempo caminhar. Mas eu quero mais samba, quero mais cores, mais alegria, mais Pernambuco! Quero um pouco de tudo que vi e ouvi, senti e brinquei. Vivi e vivo de sonhos, de transformar e criar. Vivo de emoções. E todas essas emoções agora vão comigo, pois eu preciso dessa cor, dessa alegria, de uma gente e uma terra como essa", aponta a escola.

A segunda a entrar na avenida será a União da Ilha. Escola conhecida pela irreverência, não fugiu à tradição e vai levar o enredo É Brinquedo, É Brincadeira, a Ilha Vai Levantar Poeira! e convida o público, na apresentação do tema, a entrar na brincadeira: “Abra o baú da memória, pegue um brinquedo e invente uma história. Relembre a alegria desta herança. Levante a poeira, volte a ser criança”.

A campeã de 2013 será a terceira a desfilar. A partir do sertão brasileiro, a Unidos de Vila Isabel vai falar da riqueza natural do país e vai destacar as manifestações culturais do Brasil. A escola vai lutar pelo bicampeonato com a força dos componentes da comunidade da zona norte no enredo Retratos de um Brasil Plural.

A Imperatriz Leopoldinense escolheu um ídolo do futebol para homenagear e esquentar as arquibancadas do Sambódromo. O jogador Arthur Antunes Coimbra, o Zico, é o tema do enredo Arthur X – O Reino do Galinho de Ouro na Corte da Imperatriz. Mas o enredo não ficará apenas com referências do futebol e vai mostrar que Zico, nascido em uma família pobre, se tornou rei dos gramados e teve várias conquistas internacionais. O desfile vai coincidir com o aniversário do ídolo, que faz 61 anos.

A Portela vai ser a quinta escola na avenida e promete lutar pelo título que não conquista desde 1984, quando desfilou com o enredo Contos de Areia. A agremiação de Oswaldo Cruz, subúrbio do Rio, vai falar da história do Rio e, como diz no texto de apresentação do enredo Rio, de Mar a Mar: do Valongo à Glória de São Sebastião, a escola vai exaltar “o povo que se fez transformador de seu destino, de sua cultura e de sua cidade”.

A Unidos da Tijuca vai ser a última agremiação a desfilar, encerrando também as apresentações do Grupo Especial em 2014. A escola da zona norte do Rio vai fazer uma homenagem ao piloto Ayrton Senna, tricampeão da Fórmula 1, morto em 1994. O premiado carnavalesco Paulo Barros promete sacudir a Marquês de Sapucaí com o enredo Acelera, Tijuca!, e transformar a avenida em um grande prêmio.

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.