Brasília-DF,
20/NOV/2017

Walt nos bastidores de Mary Poppins mostra o making of de um clássico

O filme é um prato cheio para quem quer conhecer ou lembrar da Hollywood da década de 1960

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Vinicius Nader Publicação:07/03/2014 06:01
O alegre Walt Disney e a sóbria P.L. Travers: humores diferentes apresentados de forma maniqueísta (François Duhamel/Divulgação)
O alegre Walt Disney e a sóbria P.L. Travers: humores diferentes apresentados de forma maniqueísta

Poucos imaginam, mas uma verdadeira guerra de egos e palavras era travada nos bastidores do clássico Mary Poppins. De um lado o realizador Walt Disney (Tom Hanks), do outro a escritora e criadora da personagem, P.L. Travers (Emma Thompson, em interpretação elogiada por Meryl Streep e esnobada pelos votantes do Oscar).

Durante 20 anos, Walt Disney tenta convencer a escritora a ceder a história e levá-la para as telonas. Quando finalmente aceita, Travers faz uma série de exigências, entre as quais acompanhar cada passo do roteiro. É justamente aí que se dá o embate, apresentado de forma maniqueísta. O lado “bom” é representado por Disney, que quer imprimir suas marcas (leia-se músicas e animação) ao livro e o “ruim” cabe à escritora, defensora de que o longa deixe de abordar “sentimentos fúteis” como o amor.

Entre um argumento e outro, o público é apresentado a outra Travers. Na verdade, a Helen Goff, nome real da escritora. Helen aparece em lembranças, ainda criança, e revela que, por trás da amarga inglesa que acredita que “a chuva traz vida”, havia uma menina doce e muito amada pelo pai alcoólatra. “Não acredito que falei 20 anos com a pessoa errada”, esbraveja Disney. No final das contas, é Helen quem acaba convencendo Travers a ceder aos argumentos de Disney.


Walt nos bastidores de Mary Poppins é daqueles filmes que não se deve levantar da cadeira antes que as luzes se acendam. Enquanto os créditos finais sobem, aparecem fotos das personalidades — e não dos personagens — Disney e Travers na vida real. Prato cheio para quem quer conhecer ou lembrar da Hollywood da década de 1960.

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

EVENTOS






OK

BARES E RESTAURANTES