Brasília-DF,
18/DEZ/2017

Godzilla volta aos cinemas repaginado e com efeitos gráficos modernos

Dirigido por Gareth Edwards, foram eliminados os trajes mecânicos da primeira versão

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Yale Gontijo Publicação:15/05/2014 08:15
 Os seres humanos são coadjuvantes em um embate entre criaturas gigantescas (Warner/Divulgação)
Os seres humanos são coadjuvantes em um embate entre criaturas gigantescas

Uma das estreias da semana marca o retorno às telas do personagem mais famoso do cinema japonês. Godzilassauro, ou simplesmente Godzilla. Na versão high-tech do personagem. Dirigido por Gareth Edwards, foram eliminados os trajes mecânicos. Praticamente tudo no novo monstro, disponível em versão 3D,  é fruto do efeito de computação gráfica. Os seres humanos são (na verdade) coadjuvantes em um embate entre criaturas gigantescas.

Um incidente nuclear liderado por humanos durante a Guerra Fria despertou os enormes monstros, que viviam “adormecidos” nas profundezas do oceano. A partir desse acontecimento, os temidos Mutos (insetos gigantes semelhantes às baratas) começam a ameaçar a vida no planeta.

A impotência humana ante esta enorme ameaça é contrabalanceada pela chegada de Godzilla, outro ser pré-histórico que sobrevive em águas profundas. As participações especiais dos atores Bryan Cranston (Breaking bad) e da francesa Juliette Binoche compõem as melhores atuações do filme, cujo pecado mortal é justamente a performance opaca dos iniciantes Aaron Taylor-Johnson, o intérprete do tenente do exército americano Ford Brody, e de Elisabeth Olsen (uma das gêmeas Olsen), que vive a esposa Elle.
Tags: celular

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

EVENTOS






OK

BARES E RESTAURANTES