Brasília-DF,
19/OUT/2017

Vingadores: Era de Ultron volta a ter protagonistas engraçados; confira a crítica

Os heróis voltam esta semana às telonas para a sequência da saga

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Anna Beatriz Lisbôa - Especial para o Correio Publicação:24/04/2015 06:05
Apesar da quantidade de protagonistas, o roteiro do longa é bastante coeso
 (Marvel Studios/Divulgação)
Apesar da quantidade de protagonistas, o roteiro do longa é bastante coeso
Mais veloz e mais apocalíptico a cada filme, o universo cinematográfico da Marvel treme cada vez que os seis Vingadores juntam-se para defender a Terra. O irônico é que a destruição é causada, em grande parte, por eles mesmos: enquanto em Os Vingadores (2012) é Loki, irmão de Thor, que quer escravizar a humanidade, neste Vingadores: Era de Ultron, o vilão é Ultron (James Spader), criado por Tony Stark (Robert Downey Jr.) e Bruce Benner (Mark Ruffalo) como um dispositivo para a manutenção da paz.

O programa de inteligência artificial, no entanto, tem outros planos, e declara guerra à raça humana. Um dos grandes trunfos do filme é esse antagonista eloquente e letal, capaz de mover-se pela internet e de assumir diferentes interfaces. O vilão é onipresente como a própria tecnologia e tem a harmonia que falta aos Vingadores.

A convivência entre os heróis é problemática, mas o carisma do grupo se deve justamente às suas falhas e à persistência em remediar os erros cometidos por eles mesmos, por mais desolada que pareça a situação.

É preciso dar os devidos créditos ao diretor e roteirista Joss Whedon. Com quase 2h30 de duração, 11 personagens principais e batalhas que se estendem por todo o globo, a coesão do filme é um verdadeiro milagre. Ele mantém o controle, inclusive nos absurdos confrontos que envolvem Wanda (Elizabeth Olsen) e Pietro Maximoff (Aaron Taylor-Johnson). Com o poder de manipulação mental, a Feiticeira Escarlate desdobra a batalha a diferentes cenários, criando ilusões épicas com as memórias dos heróis. Já Mercúrio acelera ainda mais o ritmo do filme com sua supervelocidade.

Os buracos de roteiro e incorências que poderiam ser causados pela união de heróis com histórias tão diferentes são contornados com o humor cheio de autorreferências característico da Marvel. Só dessa maneira um deus mitológico pomposo poderia conviver com um conservador veterano da Segunda Guerra Mundial sem causar estranhamento.

Feiticeira Escarlate e Mercúrio

O passado traumático forjou uma forte ligação entre os gêmeos. Apesar de jovens, Wanda e Pietro causam estrago com seus poderes de controle da mente e velocidade.

Ultron

O vilão da história é uma supermáquina que despreza a humanidade por seus defeitos. Sua capacidade de manifestar-se em diferentes formas o torna praticamente indestrutível.

Confira o trailer de Vingadores: Era de Ultron:


COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

EVENTOS






OK

BARES E RESTAURANTES