Brasília-DF,
23/JUL/2017

Até que a casa caia é uma comédia de riso fácil e reflexões éticas

Segundo longa dirigido pelo brasiliense Mauro Giuntini, conta com elenco talentoso

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Vanessa Aquino Publicação:11/12/2015 07:00Atualização:10/12/2015 17:20
Até que a casa caia encerrou o último Festival de Brasília (Reprodução/Internet)
Até que a casa caia encerrou o último Festival de Brasília

O longa Até que a casa caia, segundo dirigido pelo brasiliense Mauro Giuntini, é marcado pela presença massiva de atores da capital no elenco, além de trazer Brasília como cenário e tratar de dilemas familiares e políticos. Relações domésticas e corrupção e o ponto de encontro entre as esferas pública e privada.
 
 
 
O resultado é uma comédia que propõe riso fácil e reflexões sobre questões éticas, tanto no microcosmo da família, como no macrocosmo do meio político. As intenções aparecem claras na tela, mas o efeito ao espectador não se concretiza da mesma maneira.

Clique aqui e confira as sessões
 
O elenco conta também com atores de peso, como o paulista Marat Descartes — premiado nos festivais de Gramado e de Santa Maria da Feira, em Portugal, entre outros —, que interpreta Rodrigo, homem em meio a crises com esposa, filho, trabalho e ideais. O exagero do drama do protagonista, no entanto esvazia o sentido da proposta-tema do filme.
 
As coisas pioram quando Rodrigo, professor de uma comunidade carente, abandona sem muito esforço suas convicções ao pedir ajuda a um deputado para um projeto de lei educacional. Ao mesmo tempo, começa a sair com a secretária do político, Leila, interpretada por Marisol Ribeiro, talvez o melhor personagem do filme.
 
Leila é ambiciosa e não se preocupa em sujar as mãos, se necessário, mas também não vê nisso um meio de vida. A objetividade da personagem é mais interessante que a do próprio protagonista.
 
Outros pontos da trama parecem jogados no contexto da narrativa. Um deles é a presença do filho (Emanuel Lavour), que parece estar ali apenas para contradizer o discurso de moralidade paterna, quando se envolve em esquemas de contravenção.


COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

EVENTOS






OK

BARES E RESTAURANTES