Brasília-DF,
20/SET/2017

Embaralhado e confuso, longa 'Zoom' conecta três histórias sem graças

Parceria entre Canadá e Brazuca 02 Filmes, 'Zoom' é o primeiro longa de Pedro Morelli

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Ricardo Daehn Publicação:01/04/2016 06:30Atualização:31/03/2016 15:50

[VIDEO1]

Entre o desinteresse e a sensação de acompanhar um mal amarrado enredo que, no lugar de distrair, embaralha —, o espectador pode trombar em Zoom, filmado por parceria entre o Canadá e a brazuca 02 Filmes. Acondicionado na prateleira de “vanguarda”, na exibição no Festival de Toronto, Zoom é o primeiro longa assinado por Pedro Morelli, autor de episódios para a Fox de Contos do Edgar, obra que regionalizou tramas de Edgar Allan Poe.


Sem dispor de filtro crítico na trama que abusa de clichês, Morelli expõe situações bizarras, mas longe de diversão. Incrementado na narração com misto de live action e animação, o filme trata da sobreposição de metalinguagens e do desenvolvimento de processos criativos. A trama dispõe de uma criadora de comic-book, um realizador de filmes e uma aspirante a romancista: cada qual, no seu quadrado, adultera e interfere nas encadeadas trajetórias da conectada rede de artistas.

 

 (Paris Filmes/Divulgaçao)
 


Falta pé ou cabeça no pretensioso roteiro assinado por Matt Hansen. Entremear vidas repletas de bons conflitos já fez parte do currículo do diretor Pedro Morelli, como constatado no longa Entre nós, codirigido pelo pai dele, Paulo. Aqui, não é o caso.
Doses de ousadia e graça forram o dia a dia da personagem de Alison Pill, cercada pela produção de apetrechos sexuais industrializados e por certa inconformidade em relação aos seus atrativos sexuais. A cartunista controla, no papel, a vida do personagem de Gael García Bernal, diretor de cinema que pode até se render a adendos comerciais nas produções dele, mas sofre mesmo é sufoco, pelas dúvidas alastradas no rendimento sexual dele.


A ciranda criativa, que explora até tráfico e traz tipos criados por Jason Priestley, Tyler Labine e Cláudia Ohana, se completa na figura da modelo Michelle, feita por Marina Ximenes. Ela quer mostrar que seria inteligente; mas precisava, para isso, de outro filme.

 

Para conferir as sessões de Zoom, clique aqui

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

EVENTOS






OK

BARES E RESTAURANTES