Brasília-DF,
11/DEZ/2017

'Nós ou nada em Paris' aposta em temas pesados com leveza

Estreia de Kheiron como cineasta acrescenta leveza à tirania em comédia otimista

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Publicação:01/07/2016 06:40Atualização:30/06/2016 18:26


Nós ou nada em Paris marca a estreia do polivalente Kheiron por trás das câmeras. Agora, o rapper e comediante é também cineasta. Em sua primeira incursão como diretor, ele também protagoniza o drama de Hibat,  ativista iraniano exilado na França.


Apesar da dureza do tema, que ainda envolve tortura e perseguição, Nós ou nada em Paris pretende ser uma comédia. A leveza é a aposta de Kheiron. Na prisão, Hibat é bem-humorado e se esquiva de brigas maiores, se ocupando de questões como garantir o colchão mais confortável.

 

 


Quando chega à França, ele para na periferia e enfrenta a violência de uma maneira inteligente. Hábil com as palavras, Hibat convence os meninos que o melhor caminho é se tornar líderes comunitários.

 

Para conferir as sessões de Nós ou nada em Paris, clique aqui

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

EVENTOS






OK

BARES E RESTAURANTES