Brasília-DF,
22/AGO/2017

Decepção desperta um novo lado em 'O fio de Ariane'

Fábula de Robert Guédiguian, o filme mostra a jornada da mulher para resolver pendências da vida

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Publicação:12/08/2016 06:05Atualização:11/08/2016 18:39
Ariane aproveita uma decepção para rever os valores da vida (Imovision/Divulgação)
Ariane aproveita uma decepção para rever os valores da vida
“Esta é uma fábula de Robert Guédiguian”. O aviso aparece logo na abertura de O fio de Ariane. Logo no início do filme, a Ariane do título faz um bolo, compra velinhas e se prepara para comemorar o próprio aniversário. O problema é que nenhum parente ou amigo vai à festa.
 
O que poderia servir como a válvula para Ariane se afundar na depressão tem efeito exatamente oposto. Ela se enche de coragem, pega o carro e, naquela noite mesmo, começa uma jornada resolvendo várias questões pendentes.
 
Veja as sessões de O fio de Ariane.
 
O surrealismo da obra de Guédiguian dá as caras nessa viagem. Ali todos e tudo conversa com Ariane, incluindo aí uma tartaruga. É isso que desperta em Ariane um espírito jovem que estava adormecido.
 
 

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

EVENTOS






OK

BARES E RESTAURANTES