Brasília-DF,
18/NOV/2017

Premiado em 2013, documentário 'O mestre e o divino' chega ao circuito comercial

O longa mostra os conflitos entre um missionário alemão e um pré-aculturado católico numa reserva do Mato Grosso

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Ricardo Daehn Publicação:18/11/2016 06:37
Documentário levou três prêmios no Festival de cinema de Brasília de 2013 (46° Festival de Brasília do Cinema Brasileiro/Divulgação)
Documentário levou três prêmios no Festival de cinema de Brasília de 2013

Culturas diferentes estão em foco no longa documental O mestre e o divino, do mineiro formado em antropologia pela UnB Tiago Campos. Reconciliar, por meio do audiovisual, posturas concorrentes de habitantes da reserva de Sangradouro (Mato Grosso) parece um objetivo indireto alcançado pelo filme.
 
Veja os horários do filme aqui
 
Em cena, quase em tom de afronta, o missionário alemão Adalbert Heide vai perdendo espaço, diante do domínio de novas tecnologias demonstrado pelo pré-aculturado católico Divino Tserewahu, representante dos xavantes. Tsa’amri (alcunha recebida por Adalbert Heide) convida ao riso, na percepção europeia concentrada, desde os anos de 1950, no convívio com os índios. 
 
Mas nem tudo é maniqueísta, e ele tem qualidades no longo trato com os índios.
 
 
 
Projeto propiciado pela ação do Vídeo nas Aldeias, grupo que dá voz a indígenas, O mestre e o divino revela lucros possíveis, no intercâmbio entre indígenas e brancos. 
 
Ganhou, num acerto de júri, três prêmios (entre os quais melhor documentário e melhor montagem) no Festival de Brasília do Cinema Brasileiro de 2013.

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

EVENTOS






OK

BARES E RESTAURANTES