Brasília-DF,
27/JUN/2017

Alemanha pode ganhar Oscar de melhor filme estrangeiro com 'Toni Erdmann'

O longa dirigido por Maren Ade foi aplaudido em Cannes

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Publicação:10/02/2017 06:11Atualização:09/02/2017 17:58
Conflito entre pai e filha dá a tônica de  Toni Erdmann
 (Sony Pictures/Divulgação)
Conflito entre pai e filha dá a tônica de Toni Erdmann
 
 
Desde 2007, com A vida dos outros, a Alemanha não leva o Oscar de melhor filme estrangeiro. Este ano será a chance com Toni Erdmann, filme com o qual a diretora Maren Ade foi aplaudida em Cannes, mas saiu de mãos abanando da premiação oficial. O personagem título é o pseudônimo de Winfried (Peter Simonischek), criado para que ele se reaproxime da filha, Ines (Sandra Hüller). A relação dos dois é delicada porque os temperamentos são opostos, ao ponto de Ines se mudar para a Hungria para ficar longe do pai.


 
É aí que Toni entra em cena. Depois de ficar anos sem ver a filha, Winfried cria esse personagem e vai atrás da filha. Para conquistá-la, Toni se perde em várias “mentiras bem-intencionadas”.

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

EVENTOS






OK

BARES E RESTAURANTES