Brasília-DF,
31/JUL/2021

Lady Gaga usa rede social para impedir suicídio de fã brasileiro

Cantora respondeu a post de despedida do jovem Will Nascimento. "Sem você eu perderia uma parte do meu coração", escreveu

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Estado de Minas Publicação:10/01/2014 16:37
Fã brasileiro Will Nascimento (littlemonsters/Divulgação)
Fã brasileiro Will Nascimento

Além de compor, gravar, fazer shows e clipes, Lady Gaga não descuida da atenção aos fãs. Na madrugada desta sexta-feira (10/1), a cantora deu uma lição de cuidado, força e preocupação com um fã brasileiro, que participa de sua rede social – https://littlemonsters.com/. Will Nascimento postou uma carta de despedida em seu perfil na rede, afirmando que estava cansado do preconceito de sua mãe, e que teria desistido de viver. Imediatamente a própria Lady Gaga, que utiliza o nome 'Goddess of Love' (deusa do amor) no site, respondeu à postagem do jovem.

“Não, não, não. Não se atreva. Olhe para esse rosto lindo. E toda tristeza tem a capacidade de mudar. Mas você precisa trabalhar para isso. Converse com aqueles que te apoiam e fique conosco neste site. Nos PRECISAMOS DE VOCÊ. Eu preciso de você. Sem você eu perderia uma parte do meu coração. Eu te amo monster, outras pessoas às vezes são incapazes de ter compaixão. Não se sinta mal, sinta-se mal por eles”.

A mensagem foi logo respondida por centenas de outros seguidores, corroborando a resposta de apoio de Gaga. Emocionado, Will agradeceu. “Muito obrigada, Gaga. É muito difícil...mas vou tentar. Por você!”. Além de responder também ao apoio de outros monsters. “É tão bom ler coisas como essas. Meus problemas são reais, eu não sou um desesperado por atenção...Vou ficar bem. Obrigado a todos vocês”.

Leia abaixo o post completo de Will Nascimento:

"Então...Adeus

Eu não sei se posso continuar. Eu tento ser extrovertido, amigável e sorridente, mas não consigo. Passar pelo o que eu passo, ouvir o que eu ouço não é bom e eu não desejaria isso nem ao meu pior inimigo.

Os últimos dois anos da minha vida têm sido um verdadeiro inferno. Desde que eu me assumi para a minha mãe, ela vem dizendo coisas horríveis para mim.

Sou chamado de drogado, prostituto, sujo, promíscuo, demoníaco e sou condenado ao inferno todos os dias... Pela pessoas que mais amo na minha vida!

Minha família inteira me aceitou, mas minha mãe evangélica e extremamente religiosa não aceitou. Ela esfrega a bíblia na minha cara sempre que pode e isso faz com que eu me sinta mal.

Eu não sei se aguentarei muito mais tempo. Realmente não sei. Eu já realizei muitos de meus sonhos. Eu não vou partir completamente feliz, mas sei que partirei com a lembrança da Gaga cantando meu nome durante a performance de ‘Alejandro’ na ‘Born this way ball’ no Rio de Janeiro.

Monsters, talvez esse seja meu último post aqui, então... adeus!

Eu amo todos vocês e te amo muito, Gaga!”.

_______

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.
ANTONIO LIMA 13 de Janeiro às 02:50

É inaceitável como alguns pais são incapazes de terem compaixão pelo sofrimento de seus próprios filhos. Essa mãe dá mais valor a um livro de contos; a bíblia, do que a realidade em que seu filho se encontra. Será se uma pessoa, em sã consciência, acha mesmo que Deus aprova o preconceito? Não.

[Denunciar]

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

BARES E RESTAURANTES

EVENTOS






OK