Brasília-DF,
11/AGO/2020

Gerard Depardieu é convocado a tribunal francês por dirigir embriagado

Ator foi condenado em primeira instância a multa e suspensão de carteira

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
France Presse Publicação:07/04/2014 09:58
O ator foi atuado por dirigir moto em estado de embriaguez em 2012 (Andrey Smirnov/AFP Photo)
O ator foi atuado por dirigir moto em estado de embriaguez em 2012

O ator francês Gerard Depardieu, condenado por dirigir sua moto em estado de embriaguez em 2012, foi convocado a comparecer perante o Tribunal de Apelação de Paris nesta terça-feira. O julgamento, previsto inicialmente para o dia 3 de dezembro, havia sido adiado devido à ausência do ator, que estava rodando um filme na Itália.

Depardieu foi condenado em primeira instância em junho de 2013, em uma audiência na qual não se apresentou, a pagar uma multa de 4.000 euros e a seis meses de suspensão de sua carteira de motorista. O astro do cinema francês se expunha a uma multa máxima de 4.500 euros e a uma pena de até dois anos de prisão após um exame no qual foi determinado que apresentava uma taxa de álcool de 1,8 grau por litro de sangue, muito superior ao limite de 0,5 em vigor na França.

O processo em primeira instância já havia sido adiado diversas vezes pela ausência do ator. Sobre os incidentes pelos quais é acusado, ocorridos em novembro de 2012 em Paris, a promotora, Aurélia Davos, havia explicado perante o Tribunal Correcional "que se sentia um forte cheiro de álcool" quando os policiais se aproximaram de Depardieu após um pequeno acidente que sofreu com sua moto. "Irritou-se" e disse que não queria fazer o teste porque havia bebido, relatou a representante da promotoria.

O advogado do ator afirmou que Depardieu bebeu umas taças de champagne várias horas antes de seu exame, durante seu voo de retorno do Uzbequistão na véspera.

_______

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

BARES E RESTAURANTES

EVENTOS






OK