Brasília-DF,
28/SET/2021

Vinagre, que virou ícone das manifestações, tem aplicação diversa na cozinha

Além de temperar a salada, serve como peça-chave em sobremesas e no prato mais importante do menu

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Paulo Lima Publicação:27/06/2013 10:55

Usado na receita de cupcakes, o vinagre deixa a massa mais macia e pode harmonizar com o recheio escolhido (Valério Ayres/CB/D.A Press)
Usado na receita de cupcakes, o vinagre deixa a massa mais macia e pode harmonizar com o recheio escolhido

O vinagre tornou-se símbolo das manifestações nas ruas do país pelas mais diversas bandeiras. Longe das passeatas, o ingrediente mantém a versatilidade. Comumente utilizado na cozinha como tempero para saladas, ele também protagoniza combinações ousadas que rendem sobremesas, lanches e pratos principais. Com tanta utilidade, a dica dos especialistas é explorar o que há de melhor no vinagre: o gosto diferenciado e a textura especial.

Professor de gastronomia no Instituto Superior de Brasília (Iesb), Alexandre Vargas é adepto do uso do vinagre em receitas salgadas. O escabeche de sardinha tem espaço garantido nas refeições da família dele e dos alunos que pretendem ser chefs. O prato, que tem como base o vinagre, é feito com o cozimento da cenoura e minicebolas brancas e roxas. Tudo é levado ao fogo baixo na mistura de 600ml de azeite e 300ml de vinagre temperada com açafrão. Depois, Vargas acrescenta o cogumelo shimeji, pequenas folhas de agrião e pistache caramelizado na redução de azeite balsâmico e mel. Por fim, junta as sardinhas fritas no azeite, temperadas apenas com o sal. “É um prato clássico de Portugal, mas acrescento o cogumelo para dar um contraponto aos legumes. O vinagre possibilita às receitas uma acidez que dificilmente é encontrado em outros ingredientes”, destaca.

O vinagre também serve de ingrediente principal para bolinhos fritos. A paulista Tatiana Leonardo aprendeu a receita com a secretária do lar da família, Luzia, que cria pratos inusitados há 25 anos. “Muita gente tem preconceito devido ao nome ‘bolinho de vinagre’, mas o ingrediente não deixa gosto, não interfere em nada no sabor, só na consistência”, diz a blogueira da Panelaterapia — espaço virtual dedicado à gastronomia.

Cupcake com vinagre e recheio de banana, por Ana Carla Santos

Ingredientes:

Para a massa:

3 ovos
200g de margarina
370g de farinha de trigo
290g de açúcar
2 colheres de chá de baunilha
5g de fermento biológico
1 banana d’água amassada
1 colher de chá de bicarbonato de sódio

Para o buttermilk:

1 xícara de leite
1/2 colher de sopa de vinagre de limão

Para o recheio:


7 bananas d’água (grandes) maduras
570g de açúcar
1 pau de canela
2 colheres de sopa de achocolatado
100ml de água

Modo de preparo:

Misture o leite com o vinagre e deixa descansar por cinco minutos. Essa mistura é chamada de buttermilk. Na batedeira coloque os ovos, a margarina, a farinha de trigo, o açúcar, a baunilha e a banana. Bata até agregar bem. Junte o bicarbonato, o fermento e, aos poucos, o buttermilk. Misture delicadamente até ficar homogêneo.

Para o recheio:

Em uma panela coloque as bananas picadas em rodelas, o açúcar, o achocolatado e a canela. Leve ao fogo baixo e mecha delicadamente, colocando água sempre que necessário. Quando ficar cremoso estará pronto. Deixe descansar da panela por seis horas. O doce ficará encorpado e terá uma cor marrom escuro.

Montagem:

Disponha a massa em forminhas de papel e coloque dentro de formas próprias para cupcake. Encha 2/3 de cada forminha e leve ao forno brando por aproximadamente 35 minutos - até dourar. Por fim, corte os bolinhos e acrescente o recheio. Pode fazer a cobertura com pasta americana e usar pérolas de açúcar para decorar.

 

BARES E RESTAURANTES

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

EVENTOS






OK