Brasília-DF,
26/SET/2021

Portugal, Tailândia e Itália são países que possuem sopas no menu

Alguns restaurantes da capital federal trazem em seu cardápio exemplos de que, além de versátil, o prato também é cosmopolita

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Vinicius Nader Publicação:28/06/2013 06:05Atualização:27/06/2013 16:45
Segundo o chef Ninny, as cozinhas italianas são como as salas de estar brasileiras (Breno Fortes/CB/D.A Press)
Segundo o chef Ninny, as cozinhas italianas são como as salas de estar brasileiras

Portugal, Japão, Tailândia e Itália são apenas alguns dos países que possuem sopas representativas de sua gastronomia. Alguns restaurantes da capital federal trazem em seu cardápio exemplos de que, além de versátil, o prato também é cosmopolita. “Na cultura italiana, a cozinha é como a sala para o brasileiro”, destaca Antonino di Giovanni, o Ninny.

A comparação do italiano, radicado há mais de 25 anos em Brasília, expressa a importância do cômodo no país europeu. Durante o preparo de pratos, como o minestrone ou a sopa de feijão com macarrão, Ninny lembra de ter tido animadas reuniões de família. “A conversa acontece sempre na cozinha, enquanto catamos o feijão para a sopa ou cozinhamos lentamente os legumes do minestrone”, conta o siciliano, que comanda as caçarolas do restaurante que leva seu nome, na Asa Norte, e também do Dolce&Baccana, na Asa Sul.

É da cozinha do Dolce&Baccana que saem as duas receitas (minestrone ou a sopa de feijão) lembradas por Ninny. O preço de cada uma é R$ 48. A sopa de feijão é preparada com feijão carioquinha, macarrão quebrado, tomate, cebola e tem presunto cru como item opcional. Para quem quiser se arriscar na cozinha, o chef dá uma dica: em sopas e caldos que levem cebola é preciso que ela fique de molho na água com sal para não arder demais. “Com esse procedimento, ela fica quase doce e ressalta os sabores dos outros ingredientes”, ensina.

 (Breno Fortes/CB/D.A Press)
Contra os excessos

A sopa de feijão, rica em proteína, costuma ser usada como prato principal na Itália. Mas o mais comum é que as sopas sejam servidas como entrada naquele país. Esse o caso do minestrone, consomê preparado meticulosamente com cenoura, batata, grão de bico, alho poró, cebola, legumes, carne de músculo desfiada, caldos de legumes e de carne e azeite com alto teor de acidez. Isso tudo é engrossado sem creme de leite, com batata e cenoura batidos. “Essa é uma receita típica de segunda-feira à noite no meu país. Como leva muitos legumes, ela serve para desintoxicar os excessos gastronômicos e etílicos do fim de semana”, explica o chef Ninny, com bom humor.

BARES E RESTAURANTES

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

EVENTOS






OK