Brasília-DF,
26/SET/2021

Japoneses têm missoshiro como uma das sopas mais populares do país

'O japonês toma o missoshiro antes, durante e depois da refeição. É uma sopa digestiva e proteica', conta Dema Mercadante, do restaurante oriental Haná

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Vinicius Nader Publicação:28/06/2013 06:06Atualização:28/06/2013 15:22

Dema manteve o prato no bufê por insistência dos clientes (Viola Júnior/Esp. CB/D.A Press)
Dema manteve o prato no bufê por insistência dos clientes
Pasta de missô e água quente. Essa é a composição do missoshiro, uma das mais populares sopas da culinária japonesa. “O japonês toma o missoshiro antes, durante e depois da refeição. É uma sopa digestiva e proteica”, conta Dema Mercadante, do restaurante oriental Haná.

Foi por insistência de clientes de descendência oriental que Dema resolveu deixar o prato também no bufê da casa. “Sugiro a sopa para alguns clientes brasileiros, eles gostam e acabam aderindo à opção”, diz Dema. No cardápio à la carte do restaurante, ela custa R$ 10. Dema acrescenta que às vezes o prato ganha o acréscimo de frango desfiado e acaba substituindo um almoço. Um exemplo de consomê japonês encontrado no Haná é o dobinmush (R$ 20), preparado com caldo de peixe, frutos do mar e shimeji. Perfeito para os dias mais frios, ele é muito consumido durante o inverno nipônico.

 

Gengibre na receita

Da época em que se dedicou à cozinha tailandesa, Dema levou uma receita para a cozinha do restaurante que comanda hoje. É o consomê de gengibre, batizado na casa de Haná ginger e servido nas versões com frango (R$ 19) ou camarão (R$ 20). O prato é feito com caldo de frango ou peixe, macarrão japonês, legumes e muito gengibre. “A receita é bem carregada no gengibre. Muita gente pensa que é pimenta, mas não vai pimenta nem como tempero na receita. Como é forte, na Tailândia, ela normalmente é usada como prato principal”, descreve Mercadante.

BARES E RESTAURANTES

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

EVENTOS






OK