Brasília-DF,
23/OUT/2018

Pesquisas indicam que o micro-onda potencializa o sabor dos alimentos

Segundo a Universidade de Nova Jersey, o eletrodoméstico pode reforçar as propriedades nutritivas dos alimentos

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Paulo Lima Publicação:04/07/2013 13:00Atualização:04/07/2013 13:18

Segunda especialista, as ondas emitidas preparam o alimento mais rápido (Monique Renne/Esp. CB/D.A Press)
Segunda especialista, as ondas emitidas preparam o alimento mais rápido

Prático para aquecer alimentos em poucos segundos, o forno micro-ondas está longe de ser uma unanimidade na cozinha. Há quem hesite em usufruir de toda a praticidade listada nos manuais de instrução. Dúvidas e boatos sobre o equipamento contribuem para isso, como a ideia de que a textura da comida pode ser comprometida pelas ondas eletromagnéticas, também apontadas como prejudiciais à saúde. Mas uma pesquisa americana acaba de mostrar que alguns alimentos podem ser ainda mais nutritivos quando feitos no polêmico eletrodoméstico.

De acordo com Erin Palinski, nutricionista da Universidade de Nova Jersey, nos Estados Unidos, o brócolis, a couve-flor, a batata, a ervilha e o milho, ao serem cozidos no micro-ondas, têm maior retenção de nutrientes benéficos à saúde. “Foi observado que as vitaminas C e B6, o magnésio e o cálcio eram mais presentes quando feitos no micro-ondas”, destaca Palinski, fazendo um comparativo de perdas nutricionais ocasionadas a partir da cocção dos mesmos alimentos no fogão.

 

BARES E RESTAURANTES

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

EVENTOS






OK