Brasília-DF,
16/SET/2021

Após virar tradição familiar, tilápias viram especialidade do Peixe na Rede

O restaurante, que tem várias franquias pela cidade, começou de um negócio familiar

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Vinicius Nader Publicação:05/07/2013 06:05Atualização:04/07/2013 14:47

Depuração do peixe antes de ir à mesa dos clientes ( Leonel da Mata/Peixe na Rede)
Depuração do peixe antes de ir à mesa dos clientes
Tudo começou em 1995 quando um amigo aconselhou Leonel da Mata a criar tilápia no tanque que havia em sua fazenda, em Cristalina (GO). Seis meses depois, foi conferir como estavam os peixes e ficou espantado com o tamanho deles. Com isso, a esposa dele, Maria Luiza da Mata, começou a criar pratos para servir em encontros de amigos e familiares. Quase 10 anos depois, surgia a primeira loja Peixe na Rede, ainda dedicada apenas à venda de pratos congelados.

Somente em 2007, o primeiro restaurante foi inaugurado, na Asa Norte. De lá para cá, foram mais cinco casas — e em agosto deve ser inaugurada a sexta. O negócio da família se expandiu tanto que a produção da fazenda consegue atender a demanda apenas de duas lojas. As outras quatro são abastecidas com tilápias de fornecedores, muitos do quais vizinhos da fazenda de Leonel e Maria Luiza.

Leveza e sabor

"A carne da tilápia é bem leve. Isso ajuda na aprovação do público", afirma Isabel Mata, filha de Leonel e Maria Luiza, que comanda a unidade do Sudoeste ao lado da sócia Paula Barbosa. Isabel sabe que a tilápia carrega com ela a fama de ter gosto de terra, mas explica que existem processos que minimizam esse problema.

"Um deles é a depuração. Quando a tilápia atinge o tamanho que desejamos, ela vai para um tanque especial e fica lá 24 horas em água corrente e sem alimentação. Esse processo é uma espécie de limpeza do peixe, que perde todo aquele sabor desagradável", explica a empresária.

 

 

BARES E RESTAURANTES

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

EVENTOS






OK