Brasília-DF,
17/DEZ/2017

Especialistas garantem que é possível emagrecer comendo pizza

A receita foi desenvolvida por especialistas da Clínica Ravenna

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Liana Sabo Publicação:16/08/2013 06:20Atualização:15/08/2013 19:07
Isadora Fadul e Fernanda Neiva firmaram parceria para oferecer pizzas light, como a de rúcula, tomate seco e muçarela (Vinícius Santa Rosa/Divulgação)
Isadora Fadul e Fernanda Neiva firmaram parceria para oferecer pizzas light, como a de rúcula, tomate seco e muçarela

Quem busca emagrecer pode comer pizza? Enganam-se os que responderam não, porque agora pode, desde que a massa seja sem glúten - a nova mania das dietas - e sem ovos. Além disso, a mistura ainda inclui farinha de chia, semente originária do México que já era usada pelos astecas. Ela é rica em ômega 3, dá muita energia, desintoxica e ainda é capaz de eliminar gorduras. A redonda que não engorda será lançada hoje, a partir das 18h30, na Santa Pizza (207 Sul).

A receita foi desenvolvida em conjunto com a Clínica Ravenna, que, desde que se instalou no espaço Brasil 21, no último mês de novembro, procurava parceria para botar a mão na massa e levar ao forno uma pizza que atendesse seus pacientes interessados em ter hábitos alimentares saudáveis.

A equipe de saúde encontrou na jovem Fernanda Neiva, que administra a pizzaria fundada por seu pai, a aliada ideal para o empreendimento. “Embora não contenha glúten, a pizza ainda assim não é indicada para os celíacos”, adverte Fernanda. É que a área de manipulação é comum a ambas as pizzas convencional e diet.

Seis sabores

Fazem parte do cardápio de pizzas, coberturas de berinjela assada na brasa, alcachofra com alichi, rúcula com tomate seco e vegetariana, além das clássicas marguerita e portuguesa, que não podem faltar. O preço varia entre R$ 25 e R$ 26,30, no tamanho individual.

Você tem a opção de degustar apenas a pizza ou a refeição completa, no padrão Ravenna, que começa por um caldo de berinjela e pupunha na lenha, segue uma saladinha, chega ao prato principal, que é a pizza, e termina com uma sobremesa: pizza de banana ou uma fruta.

"A Santa Pizza é o primeiro endereço gastronômico parceiro da clínica, que já está desenvolvendo cardápio com o restaurante Lake’s", revela a nutricionista Isadora Fadul, que veio a Brasília como gestora da Ravenna, depois de uma experiência de quatro anos na filial de Salvador. Criado na Argentina, pelo médico Max Ravenna, o método tem feito sucesso no Brasil. "Nós temos pacientes que chegaram a emagrecer 50 quilos", diz Isadora.

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

BARES E RESTAURANTES

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

EVENTOS






OK