Brasília-DF,
21/SET/2021

Brasília recebe pela segunda vez o evento Gastronômade Brasil

O festival se caracteriza por um restaurante sem parede e uma enorme mesa armada ao ar livre

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Liana Sabo Publicação:13/09/2013 06:15Atualização:12/09/2013 14:07

No restaurante sem paredes, a mesa é armada à sombra de árvores para possibilitar contato dos comensais com a terra  (Rafael Facundo/Divulgação)
No restaurante sem paredes, a mesa é armada à sombra de árvores para possibilitar contato dos comensais com a terra

Pela segunda vez, Brasília vai receber neste domingo (22/9), o Gastronômade Brasil, evento itinerante que se caracteriza por ser um restaurante sem paredes. Consta de uma enorme mesa armada ao ar livre com muito requinte e sobre a qual desfilam pratos sofisticados, mas preparados com ingredientes do lugar. A proposta é reconectar as pessoas com a terra e com a origem dos alimentos.

O chef William Chen Yen comanda banquete com produtos e ingredientes que são quase todos locais (Rafael Facundo/Divulgação)
O chef William Chen Yen comanda banquete com produtos e ingredientes que são quase todos locais
A exemplo do ano passado, no Jardim Botânico, comandará as caçarolas o chef William Chen Yen, que desta vez servirá o cardápio no Clube de Golfe. O conceito de realizar eventos em locações inusitadas — que vão desde fazendas até jardins urbanos, do cume de montanhas a cavernas do mar, em ilhas isoladas ou em jardins suspensos no meio de megalópoles — vem sendo apresentado nos Estados Unidos desde 1999. Foi o artista Jim Denevan, dublê de chef, o criador do famoso festival gastronômico norte-americano, chamado Outstanding in the Field.

O que vem primeiro

Depois de visitar algumas feiras do Distrito Federal em busca de inspiração, o chef elegeu o beiju de tapioca do Guará, o tomatinho-cereja do cinturão verde e as abobrinhas orgânicas da Ceasa como protagonistas do menu de entrada. Os ingredientes serão usados na brusqueta de beiju com musse de gorgonzola e pera, no canapé de tapenade com esfera de tomate e no roulade de abobrinha com ricota, castanhas e pó de bacon.

 

Espumas e priprioca

O fato de a cidade ser distante do mar não impede que se tenha aqui pescados de altíssima qualidade encontrados nas peixarias da Feira do Guará. “Vou usar o melhor peixe branco do dia”, garante o chef, que fará carpaccio com vinagrete de limão siciliano, minicroutons, gotas de framboesa, endro e flor de sal, produzido pela Cimsal, parceiro do evento a nível nacional.

Em outro prato, a técnica molecular inaugurada por Ferran Adriá estará presente na espuma de batata, feita com sifão e no ovo (de galinha caipira) com gema cremosa, obtida no termocirculador em baixa temperatura, servido com trufas. Filé-mignon curado como se fosse carne de sol será o principal acompanhado de dois molhos: rôti e emulsão de pimenta biquinho. Vinhos Villaggio Grando harmonizam cada prato.

Depois de uma pausa para refrescar as mãos com uma toalhinha embebida na lavanda, vem a sobremesa: fondant de chocolate com priprioca, sopa fria de cítricos, merengue, supremo de laranja e crisp de harumaki com canela.
As inscrições para participar do evento (R$ 269, por pessoa) podem ser feitas por meio do site www.gastronomadebrasil.com.

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

BARES E RESTAURANTES

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

EVENTOS






OK