Brasília-DF,
20/SET/2017

Alexsandro Panta, chef do El Negro, explica a montagem dos pratos da casa

O restaurante é conhecido pelas parrillas generosas que servem facilmente de duas a três pessoas

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Vinicius Nader Rebeca Oliveira Publicação:27/09/2013 06:08Atualização:26/09/2013 13:32

Alexsandro Panta prepara o bife ancho do El Negro em brasa a 700ºC (Bruno Peres/CB/D.A Press)
Alexsandro Panta prepara o bife ancho do El Negro em brasa a 700ºC

Inaugurado há pouco menos de dois anos, o restaurante El Negro é conhecido pelas parrillas generosas que servem facilmente de duas a três pessoas. Um exemplo é o bife ancho (R$ 105), com fartas porções de 700 gramas e uma altura que pode chegar a quatro centímetros. Geralmente é pedida ao ponto, com exterior grelhado em brasa a 700ºC e interior levemente rosado.

Para completar, a sugestão é uma agradável salada juliana (R$ 38) com molho de maionese e mostarda ou o colorido arroz  parrilleiro, com batata palha, ovos e calabresa, a R$ 27. Para quem deseja um acompanhamento tipicamente brasileiro, recomenda-se a polenta frita, a R$ 16, a porção média.

Alexsandro Panta, chef do El Negro, especializou-se em São Paulo para conhecer pontos de carne e as especificidades da raça escocesa angus e da inglesa hereford, que a casa importa de fornecedores argentinos e uruguaios. Notou que o brasiliense, ao contrário do público paulista, prefere carne ao ponto ou bem passada. Na carta de vinhos, o El Negro conta com mais de 120 rótulos. Para degustar as parrillas, o sommelier Josenildo Oliveira recomenda um vinho tinto, de preferência, um malbec argentino.

Confira o vídeo com o chef Alexsandro Panta

 

Tags: celular

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

BARES E RESTAURANTES

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

EVENTOS






OK