Brasília-DF,
21/MAR/2019

Especialistas indicam alimentos que não elevam a taxa de gordura no sangue

As fibras, presentes principalmente em cereais como aveia, quinoa e linhaça, auxiliam na eliminação das gorduras ingeridas

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Mariana Vieira - Especial para o Correio Rebeca Oliveira Publicação:04/10/2013 06:00Atualização:04/10/2013 09:00

Hambúrguer à base de feijão e legumes servido no Café Corbucci (Marcelo Ferreira/CB/D.A Press)
Hambúrguer à base de feijão e legumes servido no Café Corbucci

A gastronomia e a nutrição não são mais como óleo e água, que não se misturam. Muitas vezes, com a ajuda de um nutricionista, chefs elaboram receitas que unem o saboroso e o saudável. Alimentos ricos em fibra, salmão, azeite, açúcar mascavo, suco de uva integral e outros são aliados na prevenção de doenças cardíacas, principalmente as ligadas às altas taxas de colesterol.

As fibras, presentes principalmente em cereais como aveia, quinoa e linhaça, auxiliam na eliminação das gorduras ingeridas. “Alimentos ricos em fibras ajudam a não absorver tanto colesterol no processo de digestão”, completa a nutricionista Raquel Botelho.

Os óleos de origem vegetal também são grandes aliados no combate ao colesterol ruim. “Uma dica simples é substituir a manteiga por azeite ou óleo de girassol, canola ou soja”, indica a nutricionista. Em Brasília, é possível encontrar entradas, pratos principais e até sobremesas que respeitam seu coração.

Fibras como você nunca viu


As fibras são grandes aliadas no combate ao colesterol e podem ser encontradas em cereais, como a aveia, quinoa e linhaça, e em frutas e leguminosas, como é o caso do feijão. No Café Corbucci, casa com cardápio totalmente vegano (livre de produtos de origem animal), pode-se experimentar o hambúrguer de feijão preto e legumes (R$ 22), servido no pão integral caseiro com salada e brotos de alfafa. “É uma refeição com muita fibra, ferro e proteína”, descreve Marina Corbucci, sócia-proprietária do restaurante.

Formada em psicologia, Marina é chef autodidata e se responsabiliza pelas criações do cardápio, que incluem um pão sem queijo (R$ 3,60 a unidade), versão da iguaria mineira que leva polvilho, batata e vem em três sabores: tomate seco, ervas finas e azeitona. “Você aprende a usar os produtos vegetais de outra forma, a não usar nada de origem animal e acaba eliminando calorias, colesterol e alergênicos, como os laticínios”, defende.

 

 

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.
joão Paulo 04 de Outubro às 18:36

Fiquei decepcionado com o Café Corbucci. Fiz um pedido generoso, mas que nâo fez jus a fama: Pão de "queijo" estava duro e frio, capuccino veio gelado, cheesecake queimado, sopa sem graça, atendimento demorado e o pior de tudo: quase R$ 100 para duas pessoas. Não indico!

[Denunciar]

BARES E RESTAURANTES

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

EVENTOS






OK