Brasília-DF,
18/SET/2021

Armazém do Ferreira é referência por priorizar sabor caseiro em feijoada

Os chefs Edelson Rodrigues e Josinaldo Gomes se mantiveram fiéis às orientações do empresário Jorge Ferreira, dadas há 10 anos, quando o prato foi lançado no cardápio

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Mariana Vieira - Especial para o Correio Rebeca Oliveira Vinicius Nader Publicação:15/11/2013 06:07

Feijoada do Armazém do Ferreira mantém o sabor de comida Caseira
 ( Ed Alves/CB/D.A Press)
Feijoada do Armazém do Ferreira mantém o sabor de comida Caseira
 

A mesa familiar brasileira não está completa sem feijão. Típico nas cozinhas de vários países da América Latina, o grão ganha um status ainda mais especial em um prato que, por aqui, é símbolo nacional — a feijoada. A versão oferecida no Armazém do Ferreira é uma das mais conhecidas de Brasília. As guarnições (arroz, pão, laranja, couve, torresmo e farofa) fazem uma sintonia fina e completam a feijoada preparada com apuro. O objetivo é manter ao máximo o sabor caseiro, assim como o fundador do bar, Jorge Ferreira, gostaria que fosse.

Por R$ 38,50 os comensais podem se servir à vontade na “esquina mais carioca da capital” — gostava de repetir Ferreira sobre o seu armazém. Os chefs Edelson Rodrigues e Josinaldo Gomes se mantiveram fiéis às orientações do empresário, dadas há 10 anos, quando o prato foi lançado no cardápio. Assim, as partes mais gordurosas do porco são retiradas da receita e as carnes, dessalgadas. A intenção é que o cliente coma até se fartar, sem sentir culpa ou aquele peso comum após degustar um dos pratos mais simbólicos do país.

Servida às sextas (das 11h30 às 15h) e aos sábados ( das 11h30 às 17h), a feijoada recebe um adicional bem brasileiro que inspira os clientes: samba de raiz ao vivo.

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

BARES E RESTAURANTES

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

EVENTOS






OK