Brasília-DF,
22/SET/2021

Sommelière explica as diferenças entre as cervejas brasileiras e internacionais

O chope e a cerveja diferem na pasteurização. O chope é mantido a 0 ºC, enquanto a cerveja é aquecida a 60 ºC para matar micro-organismos

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Mariana Vieira - Especial para o Correio Rebeca Oliveira Vinicius Nader Publicação:29/11/2013 06:01
Kathia Zanatta criou o curso de cervejas da Associação Brasileira de Sommeliers (ABS) (Rafael Ohana/CB/D.A Press)
Kathia Zanatta criou o curso de cervejas da Associação Brasileira de Sommeliers (ABS)

Em essência, chope e cerveja têm quase tudo em comum. As duas bebidas se diferem apenas na última etapa da fabricação, conhecida como pasteurização. O chope não é pasteurizado, mas mantido a 0 ºC, filtrado e levado a uma câmara fria. Já a cerveja é obrigatoriamente submetida a esse processo para ter um prazo de validade maior. Ela é aquecida a 60 ºC por alguns minutos para matar micro-organismos. Depois, recebe um choque térmico. Após ser colocada em temperatura ambiente, é envasada e comercializada.

“O chope na maneira como o conhecemos só existe no Brasil. Lá fora, chope e cerveja são denominados cerveja de barril e cerveja de garrafa”, afirma Kathia Zanatta, mestre-cervejeira e beer sommelière.


COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

BARES E RESTAURANTES

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

EVENTOS






OK