Brasília-DF,
20/SET/2017

Parceria e experiências de sucesso se renova em abertura do restaurante Toro

A casa de carnes aberta, na 104 Sul é propriedade de Fábio Gregol

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Liana Sabo Publicação:31/01/2014 06:12
Ivo Gregol acompanha o trabalho do filho Fábio e do chef Alexandro Panta no novo restaurante da 104 Sul (Ana Rayssa/Esp. CB/D.A Press)
Ivo Gregol acompanha o trabalho do filho Fábio e do chef Alexandro Panta no novo restaurante da 104 Sul

A gastronomia brasiliense não se pauta mais pelo calendário. Antes mesmo de o carnaval chegar, a cidade já está “azeitada” de boas iniciativas. A mais vistosa e promissora é a casa de carnes aberta segunda-feira, na 104 Sul, um espaço completamente reformado para abrigar o Toro, restaurante de propriedade de um só dono. O portoalegrense Fábio Gregol, de 42 anos, assumiu ainda muito jovem funções no Kubitschek Plaza e mais tarde no Hotel Nacional, depois de se formar em administração hoteleira, com especialização em alimentos e bebidas, na cidade de Canela (RS).

A experiência hoteleira, completada no hotel Mercure, serviu para ele se lançar em sociedade com amigos no restaurante El Negro, de onde saiu ano passado para o atual empreendimento, um sonho que se torna realizável graças a parcerias fiéis, a começar pela mulher Laura, que é quem “cuida das contas”, como ele mesmo diz.

Outro parceiro é o chef Alexandro Panta, de 38 anos, que trabalha ao lado de Fábio há 13. Panta é o responsável pela parrilla, na qual são assados os melhores cortes do Rio Grande do Sul, da Argentina e do Uruguai. O trio ainda inclui o pai Ivo Gregol, de 78 anos, que nunca deixou um dia sequer de acompanhar a obra, e de quem o filho herdou o gosto pela gastronomia.

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

BARES E RESTAURANTES

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

EVENTOS






OK