Brasília-DF,
18/SET/2021

Chef Vitor Sobral assina pratos que compõe a culinária da TAP

De certa forma, a inclusão da TAP na Associação homenageia o chef da empresa no Brasil, Danio Braga, que foi quem trouxe a ideia do prato da boa lembrança

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Liana Sabo Publicação:31/01/2014 06:16
Chef Vitor Sobral (TAP/Divulgação)
Chef Vitor Sobral

O centésimo participante da Associação dos Restaurantes da Boa Lembrança é a TAP. Desde 2009, a companhia aérea portuguesa vem proporcionando deliciosas experiências gastronômicas para a classe executiva mediante criativos pratos assinados pelo chef Vitor Sobral. Este ano traz o “tachinho de vitela”, que é uma espécie de cozido de alcatra e de peito de vitela no vinho branco com cogumelos, aspargos, abóbora, purê de batata ao tempero de tomilho e louro.

Vitor Sobral, um dos nomes mais expressivos da gastronomia portuguesa, com passagem por São Paulo, assina os pratos há seis anos. Para a estreia, ele criou um bacalhau de caldeirada com hortelã, servido na rota Lisboa-Brasília, e harmonizado com vinhos do enólogo português Paulo Laureano. Desde o lançamento, a que eu estive presente em Lisboa, o prato é entregue no voo de volta, “para que o passageiro não tenha que carregá-lo pela Europa”, explica o gaúcho Luiz Mór, vice-presidente da TAP, que acaba de ser distinguido como “gestor do ano na aviação” pela Amadeus, empresa portuguesa líder nos serviços de turismo.

De certa forma, a inclusão da TAP na Associação homenageia o chef da empresa no Brasil, Danio Braga, que foi quem trouxe a ideia do prato da boa lembrança da região onde nasceu, a Emilia Romagna e de Parma, sua cidade natal. Em 1994, Danio resolveu estimular o hábito de se levar uma lembrança simpática depois de uma boa refeição. Ele conseguiu, porque hoje sua proposta reúne milhares de colecionadores.

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

BARES E RESTAURANTES

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

EVENTOS






OK