Brasília-DF,
26/SET/2021

Tapiocaria na Asa Sul dá liberdade para o cliente montar o próprio recheio

Confira a receita da tradicional tapioca de queijo coalho do Caroá

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Mariana Vieira - Especial para o Correio Rebeca Oliveira Publicação:07/02/2014 06:08Atualização:07/02/2014 12:12
Reinaldo de Castro, do restaurante Caroá: resgate da identidade gastronômica nacional
 (Carlos Moura/CB/D.A Press)
Reinaldo de Castro, do restaurante Caroá: resgate da identidade gastronômica nacional

Ela faz parte da cultura popular das regiões Norte e Nordeste há centenas de anos. Em algumas cidades, como Olinda (PE), se tornou patrimônio imaterial. A tapioca, antes restrita a restaurantes típicos, tem conquistado novos ares. Do prato, há muito o que destacar. Mas dois fatores aumentaram sua popularidade — a começar pela versatilidade. Os discos de tapioca são como uma tela em branco e permitem infinitas combinações.

“Temos 30 sabores em nosso menu, mas damos ao cliente a liberdade de montar a sua como desejar. O prato deixou de ser algo regional e conquistou todo o país”, comenta o empresário Reinaldo de Castro, à frente do restaurante Caroá. A casa oferece um rodízio de tapiocas a R$ 28,90 (o valor diminui para R$ 25,90 em mesas com mais de cinco pessoas), de terça a domingo, das 16h às 23h.

Outro fator primordial para o aumento na procura pela tapioca é a falta de glúten, que agrada a celíacos e a quem preza pela boa forma. “Recebemos muitos clientes que saem da academia e vêm direto para cá”, observa Castro. Para deixar a iguaria mais saudável, basta incrementá-la com uma proteína magra, a exemplo do peito de peru light. Em vez de queijo coalho ou muçarela, opte pela muçarela de búfula ou ricota.

Apesar de fazer sucesso entre a turma de marombeiros, as receitas leves não são as mais solicitadas no rodízio do Caroá. Pelo contrário — as tapiocas doces reinam absolutas entre as preferidas. “As mais pedidas são as de morango com leite condensado, banana com queijo coalho e canela e queijo minas com goiabada”, destaca Reinaldo.
O cafezinho coado (R$ 2), outro traço gastronômico brasileiro, é o complemento ideal para as tapiocas adocicadas. Já para as salgadas, a sugestão são sucos naturais, como os de cajá, cupuaçu, graviola ou hortelã com gengibre (R$ 3,90 cada um).
 
Aprenda a preparar a tapioca de queijo coalho do restaurante Caroá

Receita

Tapioca de queijo coalho


Ingredientes

200g de massa para tapioca

Sal a gosto

2 fatias de queijo coalho

2 colheres (sopa) de manteiga ou margarina

Modo de fazer

Grelhe os dois lados do queijo coalho, deixando 2 minutos de cada lado;

Coloque a massa para tapioca no centro de uma frigideira antiaderente e vá abrindo com as mãos, formando um disco;

Deixe cada lado dourar por 50 segundos e coloque o queijo coalho;

Feche o disco e pincele margarina em ambos os lados;

Volte a tapioca para a frigideira e sirva ainda quente. 

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

BARES E RESTAURANTES

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

EVENTOS






OK