Brasília-DF,
25/SET/2017

Chef Olga Soares dá dicas de como evitar o dessalgue no bacalhau

Segundo a especialista, a dica é lavar bem o bacalhau em água corrente

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Ana Carolina Eulálio - Especial para o Correio Publicação:14/03/2014 06:13
Olga Soares: o preparo de bacalhau começa no dessalgue
 (Breno Fortes/CB/D.A Press)
Olga Soares: o preparo de bacalhau começa no dessalgue

O bacalhau é bastante apreciado pelos brasileiros. Herança de nossos colonizadores portugueses, mestres no preparo do peixe. Um dos segredos para que as receitas à base do pescado não desandem é o processo de dessalgue. Portuguesa de Braga, a chef Olga Soares, do restaurante Sagres, revela seus truques e garante que de difícil o dessalgue não tem nada.

A dica é lavar bem o bacalhau em água corrente e, se for preciso, apertar a carne do peixe para escorrer. Depois de bem lavados, os pedaços devem ser colocados em uma vasilha com água gelada. A água deve ser renovada a cada 15 minutos. A maneira de saber se está bom é provando o sabor. Olga ensina que meio quilo de bacalhau desfiado leva, em média, uma hora e meia para dessalgar. Mas postas maiores podem levar até dois dias para chegar ao ponto certo.

Depois de dessalgado, é que o bacalhau estará pronto para ser temperado de acordo com a receita escolhida. Uma sugestão de Olga é o “tradicionalíssimo” bacalhau à brás (R$ 115, serve duas pessoas), no qual o peixe aparece acompanhado de batata, ovos cozidos e azeitonas pretas. Para dar um toque pessoal, Olga substitui a batata palha pela frita. “Ela é levemente menos gordurosa”, justifica a portuguesa, que está no Brasil desde os 12 anos de idade.

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

BARES E RESTAURANTES

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

EVENTOS






OK