Brasília-DF,
22/SET/2021

Sangria merece espaço nos cardápios da cidade com frutas do cerrado

Preparado com diversas frutas, como maçã, laranja e uva, muito gelo e outros ingredientes

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Flávia Franco Publicação:05/04/2014 06:45Atualização:04/04/2014 22:01
O vinho, por si só, é repleto de versões. Pode ser tinto, branco, espumante, sem falar na variedade de uvas usadas na produção. Além disso, ganha mais possibilidades quando se torna o principal ingrediente de uma receita típica da Espanha e de Portugal: a sangria. Preparado com diversas frutas, como maçã, laranja e uva, muito gelo e outros ingredientes, o drinque ganhou admiradores em todo o mundo graças ao sabor doce e ao efeito refrescante. Como forma de homenagear essa tradição europeia, restaurantes da cidade a oferecem nos cardápios, com direito a inovações no preparo.

Leia mais notícias em Gastronomia


Sangria do restaurante El Negro: além do vinho, da soda das frutas e do gelo, um pouco de Cointreau para realçar o aroma do drinque
 (Marcelo Ferreira/CB/D.A Press)
Sangria do restaurante El Negro: além do vinho, da soda das frutas e do gelo, um pouco de Cointreau para realçar o aroma do drinque


Uma palavra que descreve bem a sangria é versatilidade. “É muito democrática, e cada um faz a combinação que achar mais interessante”, diz Marcello Piucco, chef do restaurante El Negro. A possibilidade de acrescentar especiarias e explorar os aromas é a característica mais marcante do preparo na opinião de Piucco. “Algumas pessoas gostam de misturar ingredientes como canela, anis, cravo, gengibre... Outras preferem acrescentar licores”, afirma.

Essa última opção foi seguida pelo chef na hora de elaborar as sangrias da casa. “Escolhi usar o Cointreau, por exemplo, para realçar o aspecto mais cítrico. Como é um licor de laranja, ele também aromatiza muito bem”, revela. Ele garante que, na mistura, o cheiro do licor sobressai mais que o sabor. “Como colocamos muito gelo e soda, além do vinho, fica bastante diluído. O gosto não fica marcado, fica suave”, explica.

A matéria completa está disponível aqui, para assinantes. Para assinar, clique aqui.

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

BARES E RESTAURANTES

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

EVENTOS






OK