Brasília-DF,
22/SET/2021

Brasília agora conta com hamburgueria móvel como opção para lanches

A pré-estreia do hambúrguer ambulante no Quitutes, evento do CCBB

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Liana Sabo Publicação:18/04/2014 06:10Atualização:17/04/2014 15:46
Miguel Lopes comandará os serviços do Burger Truck  (Rômulo Juracy/Divulgação)
Miguel Lopes comandará os serviços do Burger Truck

No dia de seu 54º aniversário nesta segunda-feira (21/4), Brasília ganha o primeiro food truck, veículo motorizado que vende comida na rua — uma febre que já dá passos firmes em São Paulo depois de se estabelecer nas metrópoles americanas e europeias. Lá, eles servem street food com pegada gourmet. A oferta vai do precursor cachorro-quente (vendido aqui na carrocinha) a pratos clássicos franceses servidos na calçada.

A estreia do food truck na capital vai ser de hambúrguer. Depois de voltar de um intercâmbio no México, Miguel Lopes, de 26 anos, começou há quase um ano a pesquisar a viabilidade do negócio em parceria com a namorada, Giselle Valerio, cujos pais são donos do Valerio Buffet. Já mais focado no que queria fazer, Miguel passou alguns meses nos Estados Unidos. Ao mesmo tempo em que buscava tecnologia para equipar o caminhão, o casal testava hambúrgueres a partir de uma receita básica de dona Cândida, mãe de Miguel.

A pré-estreia do hambúrguer ambulante se deu há três semanas no evento Quitutes, realizado no gramado do Centro Cultural Banco do Brasil. “Quando estacionei o caminhão, imediatamente se formou uma fila e começaram os pedidos”, lembra Miguel. “Segunda-feira, a gente estará no calçadão da Asa Norte (fim da L4, próximo ao lago)”, garantiu. A partir das 14h, o burger truck será uma das atrações do evento PickNick.

Três sabores

Um blend de cortes de carne bovina da raça Angus, que pode variar entre as de primeira, como maminha, e de músculos, é limpo e moído antes de ser porcionado em 130g. Considerado “a estrela do sanduíche”, o bife de hambúrguer sai em três versões: tradicional, com folha de alface, queijo cheddar e tomate; o portobello, com cogumelo empanado recheado de queijo, constitui a versão vegetariana (ambos por R$ 15); e burger truck, uma mistura dos dois com carne e cogumelo por R$ 18.

Depois de testar vários pães, o novo chef optou pela marca Wickbold, “que mais segura o sanduíche, porque não se sobressai sobre a carne”. De sabor delicioso, úmido e macio, o especial é quase uma refeição. Os três vêm com um molho à base de maionese desenvolvido por Miguel. Quanto ao cheddar, produzido em São Paulo, ainda pode melhorar de qualidade, reconhece o chef.

Por dentro

A adaptação do veículo para o fim desejado foi uma complicação à parte, porque não há ainda uma expertise na cidade, conta o empresário, que investiu cerca de R$ 100 mil em todo o equipamento. Pintado de vermelho por fora, o carro é revestido em inox, mesmo material usado em cozinhas profissionais. Fritadeira, chapa e char broiler (grelha) foram projetados para o espaço do veículo, que ainda ganhará uma pia, abastecida por um reservatório de 10 a 20 litros. Coifa e gerador movido a óleo diesel completam a minicozinha, cujo balcão de trabalho é refrigerado com compartimentos para acondicionar os ingredientes.

O Burger Truck está disponível para eventos privados, avisa o proprietário, e, se você quiser saber o itinerário dele de quarta-feira a domingo, acompanhe-o nas redes sociais (facebook) ou no site www.burgertruck.com.

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

BARES E RESTAURANTES

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

EVENTOS






OK