Brasília-DF,
26/SET/2021

Chefs revelam receitas de família que fazem parte do menu de restaurantes

Divirta-se Mais foi em busca das lembranças mais gostosas de chefs da cidade; confira

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Mariana Vieira Rebeca Oliveira Publicação:09/05/2014 06:00Atualização:08/05/2014 12:52
Dulcinéa Cassis, do restaurante árabe Zahia, segue a receita da avó para o quibe (Ana Rayssa/Esp. CB/D.A Press)
Dulcinéa Cassis, do restaurante árabe Zahia, segue a receita da avó para o quibe

Para muita gente amor de mãe tem sabor, cor e cheiro. São as lembranças que temos das comidinhas por elas preparadas, sempre com muito carinho, mesmo que elas não sejam profissionais. O filé acebolado na medida, o fino tempero do bacalhau, o ponto certo da coalhada, o cordeiro feito da mesma forma que no interior… Um legado mantido a cada geração e aprendido com base da observação.

Como domingo é Dia das Mães, o Divirta-se Mais foi em busca das lembranças mais gostosas de chefs da cidade. Eles contam o que saiu do livro de receita da família direto para o menu de seus restaurantes.

 “Não tem comida melhor que a de mãe”, afirmam praticamente em coro Flávia Attuch e Marta Liuzzi, proprietárias do bar e bistrô Pinella. O chef Francisco Ansileiro não ousa discordar: há um perfume da mãe, Josephina, em quase todos os preparos do Dom Francisco.

O mesmo vale para a portuguesa radicada em Brasília Olga Soares. A mãe dela, Delfina, tem 90 anos, mas até hoje dá pitacos no cardápio do restaurante Sagres. Impossível dissociar o tempero materno e o restaurante Zahia, que leva o nome da avó da proprietária, Dulcinéa Cassis, e tem como carro-chefe o quibe da dona Yolanda, sua mãe.

Daniel Vieira, do 4Doze Bistrô, trabalha ao lado da mãe, Daisy, que dá a palavra final sobre os pratos. Rodrigo Melo, do Cantucci Bistrô, se inspirou nas receitas da mãe e da avó para criar a lasanha que servirá no domingo. As massas, aliás, estão nas lembranças de infância da chef Fernanda Bressan, da Cantina da Massa. “Comida de uma forma geral me lembra minha mãe”, completa Fernanda.

Da Itália para o Peru, terra natal do chef David Lechtig, as mamães são fonte de inspiração.

Cozinhar é um dos muitos atos de amor que as mães dedicam aos seus rebentos. A equipe do Divirta-se Mais deseja um bom almoço de domingo em família. Celebre!
Tags: celular

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

BARES E RESTAURANTES

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

EVENTOS






OK