Brasília-DF,
16/SET/2021

Monjolo adapta pratos e oferece comidas típicas de festa junina

O nome do instrumento foi o escolhido para batizar a primeira das quatros lojas que hoje elas comandam na cidade

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Mariana Vieira Rebeca Oliveira Publicação:23/05/2014 06:03Atualização:23/05/2014 09:02
Pamonha assada é o destaque entre os quitutes juninos da Monjolo ( Ana Rayssa/Esp. CB/D.A Pres)
Pamonha assada é o destaque entre os quitutes juninos da Monjolo

Quando eram crianças, as irmãs Ezer Nicola, mais conhecida como Linda, e Dorcas Morais, viviam com os pais numa fazenda no interior de Goiás. “Lá, havia aqueles pilões de água, que enchiam até bater no monjolo”, lembra. O nome do instrumento foi o escolhido para batizar a primeira das quatros lojas que hoje elas comandam na cidade. “É uma tradição nossa servir produtos de festa junina”, comenta Ezer.

Nesta época, as lojas oferecem delícias como o arroz doce de coco e de amendoim (R$ 20,80 o quilo), bombocado de mandioca (R$ 29,65 o quilo) e pé de moleque com rapadura (R$ 27,45 o quilo). Um dos destaques entre os quitutes é a pamonha assada (R$ 29,10 o quilo), adaptação da versão goiana de palha. “Já virou um dos pratos mais procurados pelos clientes antigos”, observa Ezer. Até o fim de julho, quem visitar as lojas pode degustar leite caramelado enquanto escolhe as delícias que vai levar para casa.

Monjolo

(215 Norte, Bloco D, loja 11; telefone 3347-9866), aberto de segunda a sábado, das 8h às 19h30; e domingo, das 8h às 12h; (404 Norte, Bloco D, loja 10; telefone 3326-2876), aberto de segunda a sábado, das 8h às 19h30; (210 Sul, Bloco C, loja 24; telefone 3244-4856), aberto de segunda a sábado, das 8h às 19h30; e (CLSW 301, Bloco B, lojas 2 e 4, Sudoeste; telefone 3344-2553), aberto de segunda a sábado, das 8h às 19h30; e domingo, das 8h às 12h.

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

BARES E RESTAURANTES

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

EVENTOS






OK