Brasília-DF,
26/SET/2021

No restaurante Gibão, carne de sol acompanhada é a pedida certa; confira

Casa oferece galeto, xique-xique e mandacaru, que podem ser escoltados por arroz, feijão verde, vinagrete, paçoca de carne e manteiga de garrafa

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Bernardo Bittar - Especial para o Correio Mariana Vieira Rebeca Oliveira Publicação:27/06/2014 06:09Atualização:27/06/2014 09:55

Eudinice Almeida oferece duas versões de guarnição para a carne de sol no Gibão
 (Marcelo Ferreira/CB/D.A Press)
Eudinice Almeida oferece duas versões de guarnição para a carne de sol no Gibão
Em 1981, quando foi inaugurado em Taguatinga, o restaurante Gibão colocou apenas três pratos no cardápio: galeto (R$ 58,90), xique-xique (R$ 75,90) e mandacaru (R$ 79,90). Os dois últimos são compostos por carne de sol escoltada por arroz, feijão verde, vinagrete, cheiro-verde, paçoca de carne e manteiga de garrafa. A diferença fica apenas com a mandioca, que é frita no xique-xique e cozida no mandacaru. Já o galeto é servido com arroz, feijão verde, cheiro-verde, batata frita e vinagrete.

 

Atualmente, a rede se expandiu e também funciona no Parque da Cidade e na Paraíba, comandado por Salvador Gomes, o Seu Gibão.

Na unidade do Parque, é a filha do fundador, Eudinice Almeida, que mantém a tradição de oferecer uma dose de cachaça gratuita aos clientes que forem até o balcão buscar a bebida. "É uma tradição que vai permanecer para sempre", comenta. Quando o consumidor pede a bebida na mesa, custa R$ 7.

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

BARES E RESTAURANTES

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

EVENTOS






OK