Brasília-DF,
22/SET/2021

Pissani oferece massas frescas e caseiras; conheça mais sobre a história dessa grife

Na próxima quarta-feira, para inaugurar o ponto no Iguatemi, o chef Carlos Pissani estará em Brasília, onde lançará a trouxinha brasiliense, sua última criação em homenagem a cidade

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Liana Sabo Publicação:01/08/2014 06:11
Trouxinha de queijo de minas com creme de pequi: receita exclusiva para Brasília
 (Gilberto Evangelista/Divulgação)
Trouxinha de queijo de minas com creme de pequi: receita exclusiva para Brasília
É com pequi, queijo minas e mel que o uruguaio de origem italiana Carlos Pissani (foto) finca a segunda loja em Brasília (a primeira fica no ParkShopping), desta vez no Iguatemi para atender à clientela que vive no lado norte da capital. A grife de massas frescas, que leva seu nome, se diferencia de outras pastas pelo recheio e pelo formato. Mais parecem joias as miniesculturas de farinha e sal que você pode levar para casa para um upgrade em seu almoço ou jantar.

Totalmente artesanais, as massas são feitas, desde 2007, no pastifício instalado no número 1413 da Alameda Franca (perto da Rebouças), em São Paulo, de onde eram despachadas inicialmente para restaurateurs e chefs. Para atender pedidos de famílias, o pastaio - como se denomina em italiano quem faz massas - abriu uma loja-conceito, estilo boutique no mesmo endereço.

Trouxinha do cerrado

Carlos Pissani estará em Brasília, pela quinta vez, na próxima quarta-feira para inaugurar o ponto no 1º Piso, do Iguatemi, onde lançará a trouxinha brasiliense, sua última criação em homenagem a cidade. "A ideia é celebrar a culinária da região", explica o chef, que mesclou queijo de minas com creme de pequi e um leve toque de mel, "combinando frescor , fineza e elegância".

Uma das massas de que mais gosto é a de tomate e queijos que ficam negros na redução de vinagre balsâmico. O autor, que não se cansa de pesquisar, lançou no começo do ano o ravióli coração do Brasil, recheado de vegetais e queijos brasileiros para celebrar o campeonato mundial. Pissani não abre mão do método: todas as massas são feitas à mão, e é super exigente em matéria de farinha. Daí ter conquistado o consumidor gastronômico.

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

BARES E RESTAURANTES

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

EVENTOS






OK