Brasília-DF,
28/SET/2021

Conheça todos os benefícios e malefícios da castanha-do-pará

Pregam os especialistas em saúde que o consumo das oleaginosas tem que ser moderado. Ainda assim, garantem os experts da cozinha, é possível usá-las na elaboração de pratos saudáveis e saborosos

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Flávia Franco Publicação:09/08/2014 06:00Atualização:08/08/2014 20:01
Gabriela Andrade prepara um pesto de rúcula com castanha-do-pará. Para manter a textura e a crocância, pica a oleaginosa em vez de fazer uma farinha com ela
 (Oswaldo Reis/Esp. CB/D.A Press)
Gabriela Andrade prepara um pesto de rúcula com castanha-do-pará. Para manter a textura e a crocância, pica a oleaginosa em vez de fazer uma farinha com ela

Elas são muito procuradas por quem está de dieta, mas demandam moderação. As oleaginosas fazem parte dos produtos incluídos na categoria gordura e têm algumas toxinas que, quando consumidas em excesso, podem fazer mal à saúde. Por isso, costumam ser liberadas em porções reduzidas. Mas ficar comendo castanha pura e aos pouquinhos não é a única alternativa. Chefs e nutricionistas dão dicas e receitas de como, mesmo com limitações, aproveitar ao máximo as propriedades desses ingredientes em pratos criativos e saborosos.

"Elas podem servir tanto para agregar valor nutricional quanto para dar o toque final de um prato", afirma a nutricionista Rafaela Marchi. Castanha-do-pará, amêndoa, macadâmia, nozes, pistache e avelã são alguns dos exemplos desses ingredientes curingas e também nutritivos. "Dez gramas de castanha-de-caju, por exemplo, têm 2g de proteínas. Essa porção seria equivalente a aproximadamente três unidades", ilustra Marchi.

Duas formas de explorá-las bem na cozinha são no preparo de farofas e de leites, transformando pratos gordos em saudáveis. "Já pensou em comer uma farofa com efeito antioxidante?", brinca Marchi, sugerindo a combinação da farinha de mandioca com nozes. A própria oleaginosa pode virar a base sólida do prato. Torradas e trituradas no liquidificador, as amêndoas podem dar um sabor especial a bolos, assim como o leite de castanha-de-caju pode ser usado para fazer um mingau de aveia. "Além de serem opções saudáveis, esses leites não têm lactose e as farinhas a base de oleaginosas não possuem glúten. Surgem como opções para os intolerantes ou hipersensíveis também", complementa.

RECEITAS

Granola de castanhas

Por Tâmara Rolim

Ingredientes


5 colheres de sopa de aveia em flocos
1 colher de chá de semente de girassol
1 colher de chá de semente de abóbora
1 colher de chá de chia
1 colher de chá de gergelim preto
2 colheres de sopa de amêndoa laminada
2 colheres de sopa de castanha-de-caju triturada grosseiramente
1 colher de sopa de avelãs sem casca
1 colher de sopa de damasco picado ou de outra fruta seca de sua escolha
1 colher de café de alho desidratado
1 colher de café de cebola desidratada
1 colher de café de mix de ervas a sua escolha
2 colheres de chá de tomate desidratado picado
1 colher de sopa de açúcar demerara
1 colher de café de sal

Preparo

Misture todos os ingredientes em um recipiente. Transfira para uma assadeira grande de modo que fiquem bem espalhados. Leve ao forno preaquecido a 150°C e deixe assar por cerca de 15minutos ou até que a aveia esteja dourada e crocante


Farofa de nozes

Por Rafaela Marchi

Ingredientes


1 xícara de nozes trituradas
4 colheres de sopa de gergelim
4 colheres de sopa de linhaça dourada
1 cebola roxa picada
1 dente de alho picado
1/2 maço de cebolinha picada
2 colheres de sopa de óleo de coco
2 xícaras de farinha de mandioca (média)
Sal e pimenta-do-reino a gosto

Preparo

Torre o gergelim e a linhaça em uma frigideira e, em seguida, bata no liquidificador até virarem farinha. Refogue a cebola e o alho no óleo de coco. Acrescente a farinha de mandioca, as nozes, a farinha da linhaça e gergelim, o sal e a pimenta. Deixe refogando por cerca de cinco minutos, mexendo sempre para não grudar na frigideira. Por fim, acrescente a cebolinha e deixe refogar de cinco a 10 minutos.

Molho pesto com castanha do Brasil, da chef Gabriela Andrade

Ingredientes:

1 maço de rúcula
3 dentes de alho
1 colher de sopa de sal grosso
15 unidades de castanha do Brasil
Azeite a gosto

Modo de preparo

Pique as castanhas com uma faca e reserve. Coloque a rúcula em um processador ou liquidificador e bata com um pouco de azeite. Acrescente o sal e bata novamente. Vá acrescentando azeite aos poucos para dissolver o sal e misturar bem a rúcula triturada. Transfira o molho para uma vasilha e acrescente a castanha do Brasil picada, de forma a mesclar bem os pedaços com o restante do molho.

A matéria completa está disponível aqui, para assinantes. Para assinar, clique aqui

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

BARES E RESTAURANTES

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

EVENTOS






OK