Brasília-DF,
18/DEZ/2017

Conheça mais sobre Sonia Naoum, a grande dama da gastronomia pirenopolina

Soninha, como é chamada por todos que a conhecem, preferiu a encosta dos Montes Pirineus ao redor do rio das Almas para fincar o seu Empório do Cerrado

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Liana Sabo Publicação:05/09/2014 06:11Atualização:04/09/2014 15:09
Sonia Naoum: grande dama da gastronomia de Pirenópolis (Liana Sabo/CB/D.A Press)
Sonia Naoum: grande dama da gastronomia de Pirenópolis
A grande dama da gastronomia pirenopolina é Sonia Naoum, que traz no nome uma das marcas mais importantes no setor hoteleiro brasiliense. Ainda assim, Soninha, como é chamada por todos que a conhecem, preferiu a encosta dos Montes Pirineus ao redor do rio das Almas para fincar o seu Empório do Cerrado, instalado há 14 anos na ladeira da Rua do Rosário, conhecida por Rua do Lazer.

Há três meses, o restô se mudou para duas casas acima. "Estava no meio da muvuca e era difícil para o cliente chegar a minha porta, então o próprio dono do imóvel propôs a troca", explica Sonia que ganhou uma cozinha externa equipada com fogão à lenha, onde aos sábados ela prepara deliciosa feijoada.

Cardápio internacional com pegada italiana sugere uma linha de risotos, com ingredientes do cerrado, como pequi, linguiça, guariroba e cabutiá com carne de sol e outra só de vegetais. A cada festival, a casa incorpora novo prato. Telefone: (62) 3331-3874. Abre de segunda a sexta, a partir das 18h, e sábado e domingo, a partir das 13h.

Restaurante-antiquário


A Rua do Lazer também abriga o antiquário mais famoso da cidade, em cujas salas com mesas, cadeiras e louças antigas você ainda pode degustar um ótimo bacalhau. O prato único é obra da chef Biba, goiana que se casou com o colecionador carioca Henrique Mello, que antes de conhecê-la morou em São Paulo e depois em Brasília.

Em meio às mudanças, Mello sempre levou o antiquário consigo até decidir ir para Pirenópolis. Como Biba cozinhava e o marido vendia peças, o casal juntou as duas coisas e montou um restaurante-antiquário com o nome da especialidade da chef: Bacalhau da Bibba.

"Muita gente acha que a Biba sou eu e que sou gay", comenta Henrique que, para "amenizar isso, colocamos o Biba escrito com dois bês, mas ainda assim aparece gente procurando por um dono gay", diverte-se Mello. Telefone: (62) 3331-2103.

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

BARES E RESTAURANTES

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

EVENTOS






OK