Brasília-DF,
26/SET/2021

Chefs aproveitam temperos dos cinco continentes para turbinar receitas

Os ingredientes saem do papel de coadjuvantes e ganham destaque

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Rebeca Oliveira Renata Rios Publicação:27/02/2015 06:00Atualização:27/02/2015 08:47

 ( (Bruno Peres/CB/D.A Press))
Quer sentir um gostinho de Oriente? Experimente um prato com curry ou gengibre. Prefere algo mais afrancesado? A sálvia resolve. Combinações com a cara da Itália? Vá de alecrim. Nesta edição, o Divirta-se Mais comprova que, mais que coadjuvantes que colorem e temperam receitas, as especiarias são capazes de promover viagens e imersões gastronômicas ao redor do mundo sem tirar os pés de Brasília.

Coloridas, de tom neutro, em pó ou fresquinhas, as especiarias promoveram uma verdadeira revolução na gastronomia mundial. Foi por causa das especiarias que, nos anos 1500, o português Pedro Álvares Cabral saiu em expedição às Índias até atracar por aqui, em terras tupiniquins.

Segundo Luiz Trigo, chef consultor e professor no Uniceub, urucum, pimenta-do-reino, canela em rama e em pó, açafrão-da-terra (cúrcuma), cravo e cominho são as mais utilizadas no país. No entanto, a boa e velha globalização tem alterado a percepção de itens até então pouco utilizados, como cardamomo, curry e sálvia, encontrados em preparos nada óbvios dos restaurantes Gazebo, Lá em casa e Norton Grill. "O chefs e o público estão mais abertos a novas especiarias e sendo influenciados por outras formas de culturas", explica Trigo.

Que tal provar um tempero diferente neste fim de semana? Confira a seleção de casas e bom apetite!


Lá em casa Cuisine D'Amis

4Doze Bistrô

Fred

Toro

Norton Grill

Gazebo

Toujours

DaOrla

Gengis Khan

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

BARES E RESTAURANTES

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

EVENTOS






OK