Brasília-DF,
20/SET/2017

Novas tendências árabes na gastronomia da capital é destaque nas Favas da semana

Arabetto, antes Kibe Empório Árabe, renova casa e o cardápio para receber melhor

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Liana Sabo Publicação:20/03/2015 06:10Atualização:19/03/2015 11:55
Ricardo, Adonis e Sana: parceria bem-vinda (Bruno Peres/CB/D.A Press)
Ricardo, Adonis e Sana: parceria bem-vinda
Durante quase um ano e meio, a síria Sana Massouh produziu seus deliciosos quibes em uma cozinha em cima da loja 19, do Bloco B, da 408 Sul, "sempre pensando em expandir a marca Kibe para atender um número bem maior de clientes."

A oportunidade veio agora, com a abertura do Arabetto -Mistura árabe. Tudo começou numa conversa entre o filho Adonis, 33 anos, que toca a loja ao lado da mãe, e Ricardo Morhy, 32, com quem Adonis estudou no Mackenzie, 15 anos atrás.

Diretor comercial da Antares Engenharia, empresa fundada pelo seu pai, Roberto Morhy, Ricardo herdou a visão de empreendedor. Depois de abrir com o sócio Paulo Cesar Ribeiro a rede de carnes American Prime Steakhouse, Ricardo buscava "outro nicho para crescer". Assim, uniu-se a Sana e Adonis Massouh para atacarem juntos o mercado no qual a culinária árabe é sempre muito bem- vinda.

Pronto pra levar

O primeiro passo foi trocar o nome de Kibe Empório Árabe para Arabetto. "Mais simples e sonoro", segundo Ricardo. Uma reforma se fez necessária para equipar a cozinha de novos fornos e fritadeiras. O pequeno espaço continua o mesmo - apenas 25 lugares -, mas o forte do negócio responsável por 60% das vendas é o "to go", que significa, levar para casa.

Quibe inusitado

Outra mudança foi a entrada com um pórtico em estilo mourisco que identifica de longe a casa, cujo carro-chefe é mesmo o quibe em três versões: de abóbora-japonesa e trigo fino recheado com nozes e hortelã; de beterraba com cebola e salsa; e tradicional, de carne ou de queijo. Eles podem vir fritos ou assados, além do quibe cru de carne fresca e especiarias árabes.

Faz parte dos planos lançar sistema de delivery, "mas isso só daqui a 60 dias", prevê Ricardo Morhy. Por enquanto, o atendimento é feito apenas na loja. Telefone: 3244-2079.

 (Marcelo Ferreira/CB/D.A Press)


Café Monardo

Além do Arabetto Mistura Árabe, a Monardo Café Gourmet é outra grife brasiliense que se habilita a entrar no promissor mercado de franquias. As duas estrearam na Expo Franquias 2015, aberta ontem no Centro de Convenções Ulysses Guimarães, com duração até amanhã. Nesta, que é considerada a maior feira do setor no Centro-Oeste, há diversas marcas culinárias, como Giraffas, Panelinhas do Brasil, Pizza Nonno Pasini, Sushi Pronto, Companhia do Churrasco e outras.

"Tem pessoas de Anápolis e de Goiânia interessadas na minha marca", revela Antonello Monardo, que passou o ponto de sua loja na 201 Sul para um casal de baristas. Os novos proprietários ainda não decidiram como vai se chamar a loja que assumem a partir de maio, mas uma coisa é certa: Monardo continuará promovendo eventos gastronômicos uma vez por mês, além de ministrar curso de barista nas instalações.

Do pacote franqueado ainda fazem parte, algumas comidinhas, como o cannoli siciliano, massa doce frita em forma de tubos recheados com ricota, baunilha e doce de leite, além de sorvete e drinques de café.

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

BARES E RESTAURANTES

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

EVENTOS






OK