Brasília-DF,
23/SET/2021

Artista serve de inspiração para nome de bebida

Homenagem é feita à personagem Gabriela, de Jorge Amado

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Renata Rios Rebeca Oliveira Publicação:25/09/2015 06:00


Cachaça com frango a passarinho, batizado de penosa, servido no
bar Lampião
 (Ana Rayssa/Esp. CB/D.A Press)
Cachaça com frango a passarinho, batizado de penosa, servido no bar Lampião
 

Uma das personagens mais célebres do escritor Jorge Amado, Gabriela dá nome a um dos licores mais famosos do país: o de cravo e canela. No Nordeste, a tradição de agregar açúcar, cravo e canela à cachaça existe há pelo menos 50 anos. Em Brasília, casas “arretadas” como o Lampião (bar do Guará), incluíram a bebida em seus cardápios.

O licor de cravo e canela sai a R$ 4, a dose — bem mais em conta que a maioria das bebidas disponíveis no menu.
Proprietário do bar, Rafael Leite indica um petisco de nome sugestivo para beliscar: penosa, como é chamada a generosa porção de frango a passarinho, que custa R$ 27,90. A combinação da canela com o frango resulta num sabor agradável e exótico ao paladar.

“Minha família é toda nordestina”, explica Leite sobre o nome da casa, que faz menção ao cangaceiro. “A maioria dos nossos petiscos são feitos com carne seca e carne de sol”, emenda o empresário, que cita o escondidinho de mandioca com carne seca (R$ 19,90) como exemplo.

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

BARES E RESTAURANTES

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

EVENTOS






OK