Brasília-DF,
22/SET/2021

BierFass se rende ao encanto colorido das flores ornamentais

A combinação tem uma razão: são preparos e ingredientes que passam longe do fogo

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Publicação:02/10/2015 06:06Atualização:01/10/2015 18:27

Prato de medalhão de cordeiro assado com geleia de ameixa, anis e gengibre, do Chef Jardel Torres, do Restaurante Bierfass.  (Bruno Peres/CB/D.A Press)
Prato de medalhão de cordeiro assado com geleia de ameixa, anis e gengibre, do Chef Jardel Torres, do Restaurante Bierfass.
 

O uso mais comum de flores na gastronomia é nas saladas. Folhas verdes, como alface, rúcula e agrião, exigem frescor, característica igualmente essencial ao uso de flores comestíveis na culinária.

O BierFass é um dos restaurantes da capital que se rendem ao encanto colorido das flores ornamentais. Este ano, o chef Jardel Torres investiu na capuchinha, a preferida entre a maioria dos cozinheiros. Com sabor levemente picante, a flor aparece na salada de palmito pupunha e camarões (R$ 29,90), prato sazonal que estará no cardápio do estabelecimento até o fim da estação.

"Como os camarões, o palmito e as flores têm um sabor pouco intenso. Sirvo com molho agridoce feito com shoyu e mel. A salada ganha um toque ácido e refrescante, ideal para os dias quentes da primavera.” Para harmonizar, Jardel sugere aperol spritz (R$ 29,90), drinque de origem italiana com licor de aperol e espumante, conhecido pela cor alaranjada e o gosto que oscila entre cítrico e amargo.

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

BARES E RESTAURANTES

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

EVENTOS






OK