Brasília-DF,
22/SET/2021

Confira a seleção de restaurantes e de pratos que o Divirta-se fez para o fim de ano

Na virada para 2016, a fartura é garantida nos restaurantes de Brasília, que apostam em uma gastronomia variada

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Publicação:25/12/2015 06:00Atualização:23/12/2015 16:15
Rosario Tessier mata as saudades das tradições italianas em sua tratoria (Bruno Peres/CB/D.A Press)
Rosario Tessier mata as saudades das tradições italianas em sua tratoria

Vale tudo por um 2016 próspero: delicie-se com lentilhas, romãs, uvas e outros alimentos que podem ser encontrados em pratos dos restaurantes da cidade.

Cada um segue um pequeno ritual na hora da virada do ano para trazer sorte. À mesa, as superstições não podem faltar. Tâmaras, romãs (não se esqueça de guardar sete caroços na carteira!), lentilha, carne suína ou de animais que fuçam para frente. Os restaurantes — e clientes — apostam em preparos sofisticados e saborosos sem abrir mão desses ingredientes que atraem prosperidade.
 
Para Francisco Ansiliero, proprietário e chef do Dom Francisco, o importante é que o cliente se sinta confortável, não só no dia da virada do ano, mas todas as vezes que optar por frequentar a casa. “Em tempos de crise, como foi este ano, as pessoas se aproximam muito das superstições. O importante é respeitar e deixar cada um seguir seu ritual”, afirma o chef.
 
A proprietária do Taypá, Ivone Espiñera, concorda com Ansiliero. Segundo ela, de fato, nos últimos anos, a procura por pratos que trazem sorte aumentou: “Parece que todo ano criam uma simpatia. Acredito que seja a crise”.
 
A tradicional lentilha aparece de forma diferente da refogada no arroz pelas mãos do italiano Rosario Tessier, da Trattoria da Rosario: na sopa, servida com linguiça suína artesanal e torradas. “Esse tipo de prato é muito comum no norte da Itália, onde é muito frio, especialmente no fim de dezembro”, explica.

Para começar bem

A tradição de comer lentilhas no ano-novo é associada a dinheiro não somente no Brasil. Na Itália, a sopa à base do ingrediente, servida com linguiça suína, faz parte da tradição da virada do ano. Rosario Tessier, proprietário e chef na Trattoria da Rosario, aposta na sopa camponesa (R$ 41).
 
A receita leva lentilhas cozidas com alho, cebola, cenoura, ervas, sálvia e louro — vale lembrar que o louro também atrai sorte —, linguiça suína feita na própria casa usando carnes mais magras e torradas “Essa é minha sugestão de entrada para o dia 1º”, comenta Tessier.
 
A entrada pode ser seguida por nhoque de bacalhau com creme de grana padano e uma pasta de trufas negras (R$ 89). O italiano lembra que em seu país natal é comum comer bacalhau no ano-novo. Outra tradição por lá é a enguia, peixe pouco consumido por aqui.
 
“Ela vem em uma espécie de conserva, feita com vinagre de uva, ervas e azeite. Costumamos servi-la com salada de couve-flor, azeitonas, aliche e pimentão grelhado”, afirma, nostálgico.

Tradição à mineira

 (Ana Rayssa/Esp. CB/D.A Press)
A carne suína faz parte da lista de pratos que não devem faltar à mesa do réveillon. Entre as casas que apostam no item, a choperia Pinguim traz a leitoa tanto como aperitivo e em pratos principais, sempre com roupagem bem abrasileirada.
 
Começando bem a refeição, o gerente, Manoel Melo Filho, sugere a leitoa aperitivo (R$ 69), receita na qual o suíno é assado e depois frito, e chega à mesa em pedaços. “Mas para dar boa sorte mesmo, a pessoa também deve beber um dos chopes da casa”, brinca Manoel.
 
Outras opções que podem ajudar no ano que se segue são a tilápia empanada acompanhada de molho tártaro (R$ 42) e a costeleta de cordeiro (R$ 92) feita na grelha e acompanhada de arroz com brócolis.
 
Para quem vai apostar no prato principal, a sugestão é a leitoa à mineira (R$ 79). Aqui, a proteína é primeiro assada e depois frita, e vem acompanhada de arroz, tutu de feijão, ovo cozido, torresmo e couve puxada na manteiga. “Assamos a carne e depois fritamos para deixar uma casquinha crocante. Dessa maneira, ela não fica dura”, ensina o gerente.

Criatividade que vem do mar

 (Carlos Moura/CB/D.A Press)
A criatividade é uma das armas do chef Temistocles Ferreira, conhecido como Temis, na hora de atrair boas vibrações aos clientes do Recanto do Camarão. Ela dá o tom, entre outros pratos, do risoto de camarão com tâmaras e tomate seco (R$ 96,90). “É um prato agridoce, tanto pela tâmara quanto pelo tomate seco. Esse toque adocicado combina muito bem com o camarão”, explica Temis.
 
O peixe delícia (R$ 89,90), servido ao molho bechamel e com bananas fritas e queijo para gratinar, chama a atenção no menu. “O peixe é assado e depois coberto pelo molho, que dá um toque cremoso ao prato”, pontua Temis. Para quem gosta de uma pegada mais regional, o chef sugere o peixe do sertão (R$ 97,90), com pescada amarela grelhada gratinada com rapadura e queijo coalho.
 
O chef afirma que, no primeiro dia do ano, o restaurante costuma receber famílias inteiras, que acabam optando por pratos maiores, como o peixe especial (R$ 142,90), preparado com um pargo inteiro de cerca de 1,8kg regado com molho de camarão.

Uvas e louros
 
 (Jhonatan Vieira/Esp. CB/D.A Press)
Uma uva para cada mês do ano que se segue. É assim que funciona a simpatia para quem aposta nas uvas em busca de fortuna. Mas por que não comer essas uvas temperadas e servidas em um belo prato? Essa é a proposta do chef Marcello Piucco, do Fatti a Mano, que prepara um prato para lá de sortudo, com salmão, uvas, arroz e louro.
 
“Pensei em algo mais leve, pois, ultimamente, as ceias estão com mais grãos, mais saudáveis”, comenta o chef sobre o salmão regado ao molho de uvas ao vinho branco, acompanhado de arroz cremoso e louro com alho-poró (R$ 49). “O louro é um ingrediente muito bom quando você vai fazer cozidos, não só no feijão, como é de costume. Mas arroz e outros preparos ficam com um toque especial se cozidos com a folha”, completa. O prato vai bem se combinado a uma taça de vinho branco da uva chardonnay ou de espumante brut.
 
Outra pedida que pode ajudar nos dias que se seguem é o risoto de linguiça suína ao molho pomodoro com toque de manjericão (R$ 42). “Fazemos a linguiça aqui no restaurante, colocamos apenas 10% de gordura no preparo, deixando mais leve”, comenta. Nesse caso, a indicação de Piucco é um vinho tinto, à base da uva merlot.

Um toque de quinoa

 (Ana Rayssa/Esp. CB/D.A Press)
Pode ser que começar o ano comendo quinoa signifique um ano bastante saudável, mas, na verdade, o elemento que traz sorte no prato servido no Taypá é o cordeiro. Servido em crosta de quinoa, ele é a sugestão da proprietária da casa, Ivone Espiñera.
 
Segundo ela, a criação do chef Marco Espinoza faz muito sucesso durante todo o ano. Trata-se de um carré de cordeiro com crosta de quinoa sobre quinoa cremosa e molho escuro de cordeiro (R$ 87,50).
 
O restaurante de cozinha andina ainda inclui no menu o bacalhau gratinado (R$ 84,80), com batatas, ovos cozidos, linguiça suína picante e molho de pimenta. A combinação definida por Ivone como “inesperada” é uma das mais pedidas da casa.

Corte nobre

 (Carlos Moura/CB/D.A Press)
O lamb rack (R$ 79,50) é um dos diversos pratos do American Prime à base de cordeiro. A peça, retirada do lombo do animal, oferece carne macia, saborosa e com pouca gordura. “Servimos o lamb rack apenas grelhado e temperado com o toque especial da casa — que é à base de alho e sal”, explica o sócio-proprietário do local, Paulo Cesar Ribeiro. Ele sugere arroz com brócolis ou batata recheada como acompanhamentos para o corte.
 
Já para quem prefere outras carnes, Ribeiro aconselha o carro-chefe do restaurante, baby back ribs (R$ 57,50), corte com aproximadamente 800g de costelinha suína, assada e levada à grelha. A finalização é com molho barbecue.

Alternativa leve

 (Helio Montferre/Esp. CB/D.A Press)
No Mangai, a proposta para o réveillon vem do mar. São duas opções para os comensais, ambas valorizando o sabor do peixe, com molhos simples. “Nossa casa é bastante versátil, por ser bufê (R$ 63, o quilo), cada um escolhe o prato que deseja”, afirma Vandré Cesar, chef da casa.
 
A primeira alternativa é a tilápia cozida no vapor regada ao molho de alecrim, tomilho e outras ervas finas no azeite. “Esse prato tem a intenção de flertar com a gastronomia funcional”, explica o chef. “Por ser suave, a tilápia aceita bem vários sabores. Para acompanhar, aposto nas batatas ao murro temperadas com sal grosso”, completa.
 
A segunda pedida é o salmão assado na brasa regado com o molho de alcaparras. “É um molho leve, que complementa sem tirar o protagonismo do salmão”, explica o chef.

Figo agridoce

 (Gustavo Moreno/CB/D.A Press)
Muito relacionado à boa sorte, o figo não pode faltar no ano-novo. No Café Antiquário, a fruta aparece na salada de rúcula ao molho de mostarda agridoce (R$ 32). “A rúcula tem um sabor amargo, que contrasta com o adocicado do figo e o agridoce da mostarda. É um prato com sabores marcantes”, explica a chef, Maria das Graças.
 
O limão-siciliano é mais uma fruta que figura no menu criado por Maria das Graças. Nesse caso, no molho da pescada amarela com risoto de alho-poró (R$ 63). “Esse é um prato que junta o peixe, uma carne leve, com molho e risoto mais pesados”, explica.

Cheesecake da sorte

Que tal juntar doce na sobremesa e na vida? É o que o chef Francisco Ansiliero, do Dom Francisco, propõe com a sobremesa cheesecake de romã (R$ 20,30), preparada com a massa tradicional, cremosa e levemente salgada, e calda à base de suco de romã e frutas secas.
 
“A romã confere ao prato um toque de azedo, sem deixar de ser doce. Para mim se parece com a própria vida”, filosofa. Para harmonizar, o chef ainda recomenda que os clientes peçam um vinho do Porto. “Para quem pedir a taça do Porto, faremos um valor especial na data, a sobremesa e o vinho ficam R$ 29,10”, afirma o chef.
 
Antes da cheesecake, o comensal pode se deliciar com o filé-mignon de cordeiro ao molho de hortelã e menta, acompanhado por batatas coradas (R$ 84,30). “É importante ressaltar que esse não é um molho doce, como normalmente são os que acompanham cordeiro”, afirma Francisco.

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

BARES E RESTAURANTES

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

EVENTOS






OK