Brasília-DF,
18/OUT/2017

Caminhar e ir ao cinema são as opções de fim de semana para Janette Dornellas

Para descansar da rotina agitada a cantora prefere programas caseiros

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Publicação:11/10/2013 06:08Atualização:10/10/2013 17:06
Por trabalhar em festas, Janette troca as pistas de dança por um jantar ou um cinema com amigos. (Aureliza Corrêa/Esp. CB/D.A Press)
Por trabalhar em festas, Janette troca as pistas de dança por um jantar ou um cinema com amigos.

A cantora Janette Dornellas diz não gostar muito de festas. Como frequentemente trabalha no período noturno, a artista admite ter cansado de badalação em horários que ela pode tirar para descansar. A brasiliense troca as pistas de dança por um jantar ou um cinema com amigos. “Eu já fui de ir para festas, mas quando comecei a trabalhar à noite, passei a gostar menos e a valorizar mais os cochilos”, diz Janette, hoje com 48 anos.

Sábado

Manhã

A cantora reserva o começo do fim de semana para dormir.

Tarde

Depois das horas de repouso, um novo descanso — agora, de olhos abertos. “Gosto de ficar em casa. A semana é de muita correria, aproveito para relaxar”, diz.


Noite

Sábado à noite pode ser dia de festa e badalação para muitos, mas Janette vê o período como momento de trabalho. “Canto em casamentos, recepções, festas…”, afirma, com um suspiro. Quando está livre, a ordem é comer. O Beirute da 109 Sul — “bar da adolescência” — é lembrado com frequência. “Aquele filé à parmegiana sempre me atrai”, resume. Na hora de dizer mais outras opções, a cantora demora um pouco, pensa, pede ajuda ao namorado e diz: “Calma aí que minha memória é ruim, sou boa só pra cantar mesmo… Amor (demora um minuto)! Ah, tem alguns, né? Qualquer coisa do Café Savana, os pratos executivos do Dona Lenha e as pizzas e os caldos do Naturetto. É tudo bom”, opina.

Domingo


Manhã


As caminhadas são parte da rotina da cantora. Ela anda sozinha ou em grupo. “Adoro andar, sou do Grupo de Caminhada Brasília. Já fiz trilhas em Planaltina, Sobradinho e Jardim Botânico”, recorda, com pausas na voz. Depois de um minuto, emenda: “Por conta própria, adoro o Parque Olhos d'Água e o Eixão do Lazer.”


Tarde


Assim como o sábado de manhã, o domingo à tarde é sucinto. “Tirar um cochilo é sempre bom”, sintetiza.


Noite


Hora do cinema. Janette Dornellas tem um grupo de amigos cinéfilos que gostam do circuito alternativo, longe das grandes bilheterias. “Não tenho muita paciência para filmes muito comerciais, gosto de arte. Vou sempre ao CasaPark”, prefere.

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

BARES E RESTAURANTES

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]