Brasília-DF,
21/OUT/2017

Cliente reclama de garçom que a deixa falando sozinha e confunde pedido

O restaurante não atende legal? O cinema está sujo? Os seguranças são truculentos? Então, pode pôr a boca no trombone e mandar sua reclamação

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Publicação:10/01/2014 06:04Atualização:09/01/2014 13:30
Está insatisfeito com algum serviço da cidade? O restaurante não atende legal? O cinema está sujo? Os seguranças são truculentos? Então, pode pôr a boca no trombone e mandar sua reclamação pra gente. Envie sua queixa para naogostei.df@dabr.com.br

Falando sozinha

“Eu e meu marido somos clientes assíduos do Nippon Gourmet, na 207 Sul. Há algum tempo, tenho notado uma queda na qualidade do serviço e nos produtos. Mas,em 5 de janeiro um contratempo nos deixou bastante contrariados. Por volta das 14h30, sentamos à mesa e fizemos nosso pedido normalmente. Pouco depois, o garçom depositou uma porção de camarões empanados que não havíamos pedido. Comuniquei que o prato não era nosso, o garçom insistiu que era, e nós reiteramos que não havíamos feito esse pedido. Com a cara amarrada, ele retirou o prato grosseiramente, virou de costas e me deixou falando sozinha. Minutos depois, voltou com uma comanda supostamente escrita por nós, para atestar que o pedido era, sim, da nossa mesa. Respondi novamente que não havíamos pedido e que aquela sequer era minha letra. Não pude terminar a argumentação, pois, mais uma vez, ele me deu as costas e me deixou falando sozinha. Depois, recusou-se a nos atender e pediu para que outro garçom o fizesse. Em dado momento, pedi ao mesmo garçom um refrigerante. Ele não fez o pedido, foi atender outras pessoas e o refrigerante só chegou quando estávamos pagando a conta. Pedi para falar com o gerente, mas não havia ninguém que pudesse nos ouvir ou mesmo registrar uma queixa sobre o ocorrido. Não é esse o tipo de atendimento que se espera de um bom restaurante.”

Isadora e Gustavo Carvalhaes

Resposta


“O Nippon Gourmet convida a cliente a voltar ao restaurante. Nós não temos o histórico de mau atendimento e esse dia foi um fato isolado. Nós disponibilizamos quatro garçons por turno e eles buscam atender da melhor forma possível. O garçom Evaldo, que foi o responsável pelo atendimento da mesa, pede desculpas e assegura que isso não voltará a acontecer.”

Diego Pereira, garçom

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

BARES E RESTAURANTES

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]