Brasília-DF,
21/OUT/2017

Murilo Grossi aproveita o fim de semana com amigos e shows na cidade

O ator participou das novelas O Primo Basílio, O clone e Caminho das Índias

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Publicação:28/02/2014 06:01
 (Carlos Alves/Divulgação)

Murilo Grossi não gosta de baladas nem de bares durante a madrugada. “Enquanto o ritmo da cidade aumenta, o meu diminui”, afirma. As atividades do artista, contudo, são variadas e se estendem desde manhã até boa parte da noite. Entre exercícios físicos, compras na feira e roda de música no Lago Norte, o ator da minissérie O Primo Basílio, das novelas O clone e Caminho das Índias curte diversos espaços da cidade — e faz um roteiro cultural que inclui teatro, cinema e música.

Sábado

Manhã

Uma das paixões de Murilo Grossi é cozinhar. O local favorito para as compras é a Feira do Guará. “Compro peixe e farinha na Peixaria  do Pará e ainda aproveito para comer pastel e bater um papo”, conta.

Tarde

Depois de ir à Adega Brasília (405 Norte) comprar vinhos, Grossi prepara almoço para ser degustado com a família. Não raro, amigos da música e do teatro também aparecem. “Depois, já checo no Espaço Cena (foto) e no CCBB para ver se tem alguma peça em cartaz”, continua.

Noite

Se tem algum espetáculo em cartaz, o ator vira espectador e vai ao Espaço Cena ou ao CCBB. Para as telonas, a pedida é o Cine Cultura, do Liberty Mall. Se o assunto é música, Clube do Choro. “Na madrugada, durmo, não gosto de balada. Enquanto o ritmo da cidade aumenta, o meu diminui”, confessa.

Domingo

Manhã

Acordar cedo é o lema. O dia começa com uma caminhada ou uma pedalada pelo Eixão Norte ou pelo Calçadão da Asa Norte (foto). “É bacana (o Calçadão), porque tem feiras, e uma rapaziada se encontrando ao ar livre”, comenta.

Tarde

A parada para o almoço é na Quituart (foto), localizada entre as quadras 9 e 10 do Lago Norte. “Gosto muito da Toca do Chopp”, cita. Depois, Grossi passa em casa, pega o saxofone, outra de suas paixões, e parte para o bar No Grau, também no Lago Norte, onde toca na roda de choro idealizada pelo saudoso Coqueiro do Bandolim.

Noite

O lazer é uma extensão da tarde. A roda de música dura até as 23h. “Quando acaba as atividades do No Grau, fecha-se meu fim de semana e vou para casa dormir e começar bem a segunda-feira”, resume o ator.

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

BARES E RESTAURANTES

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]