Brasília-DF,
20/OUT/2017

Músico Cacai Nunes aproveita fim de semana para descansar com amigos e parentes

Cacai Nunes costuma acordar muito cedo no domingo para andar de bicicleta. Já a noite é destinada ao pai, Mário Pinheiro

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Publicação:25/07/2014 06:01
Músico Cacai Nunes gosta de reunir os amigos e a família para se divertir  (PH NAGÔ/Divulgação)
Músico Cacai Nunes gosta de reunir os amigos e a família para se divertir

Nascido em Pernambuco, mas radicado em Brasília, o violeiro Cacai Nunes gosta da vida simples. Foi esta preferência que o fez deixar a antiga morada, no Cruzeiro, e se mudar para a área rural de Sobradinho, há cerca de três anos. Numa pequena chácara, quase isolada, ele ergueu um lar-estúdio. No fim de semana, Cacai gosta de reencontrar a família e de aproveitar a boa culinária nordestina oferecida na capital federal.

Sábado

Manhã


Para recarregar as energias de uma semana cheia de trabalho e composições, Cacai reserva a manhã de sábado para um banho de cachoeira na região de Sobradinho, geralmente na companhia de amigos, músicos e violeiros que visitam sua casa. Uma das opções é a cachoeira de Sobradinho, com suas três quedas d’água principais e pequenos
lagos que convidam a um banho revigorante.

Tarde

Para almoçar, Cacai gosta de relembrar a saborosa culinária nordestina oferecida no restaurante Mangai. “Gosto de comida simples, como carne de sol, queijo de coalho e uma boa paçoca”, afirma o músico. Depois, é hora de brincar com as sobrinhas Luisa, de 6 anos, e Maria Eduarda, 10. A programação preferida da turminha é se divertir na roda gigante do Nicolândia Center Park. “Elas são muito espertas e não têm medo desses brinquedos”, comenta o tio coruja.

Noite

Quando não está pelos palcos brasileiros e também internacionais — Nunes já tocou na Europa, EUA, África e América Latina —, o músico gosta de curtir a programação de cinema do Itaú CasaPark. “Assisti ao último documentário sobre o Dominguinhos lá. Maravilhoso.”

Domingo

Manhã


Cacai Nunes costuma acordar muito cedo no domingo para andar de bicicleta, a maior parte das vezes no Eixão. “Gosto de pedalar e sentir o ar puro da cidade sem os carros”. A água de coco vendida na altura da 212 Norte é sua preferida. Quando bate a fome, Cacai não perde a oportunidade de se deliciar com a “comida rápida, saborosa e simples da Galeteria Gaúcha”.

Tarde

A cultura dá o tom das tardes de domingo. Uma das paradas certas é o Centro Cultural Banco do Brasil, onde Cacai se lembra de ter ficado admirado com a exposição Obsessão infinita, com obras da artista plástica Yayoi Kusama.

Noite


Domingo à noite é destinado ao pai, Mário Pinheiro. Tomados pelo gosto da vida simples, pai e filho se encontram na boa e tradicional Pizzaria Dom Bosco da Asa Norte. “Ficamos em pé, comendo e conversando. Não gosto de lugares caros e com muita firula”, faz questão de endossar o violeiro, cuja casa foi construída por ele mesmo, toda em barro.

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

BARES E RESTAURANTES

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]