Brasília-DF,
20/OUT/2017

David Murad, criador do Babydoll de Nylon, aproveita o fim de semana com amigos

O bloco surgiu em 2011 e no ano passado reuniu 15 mil pessoas no balão da Praça do Cruzeiro

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Publicação:30/01/2015 07:15
 Publicitário David Murad, criador do bloco de carnaval Babydoll de Nylon (Reprodução /Facebook)
Publicitário David Murad, criador do bloco de carnaval Babydoll de Nylon

David Murad tem 32 anos é músico, publicitário e roteirista. Nasceu em São Luís (MA), mas mora na capital desde criança. Com um grupo de amigos, criou o Babydoll de Nylon. “O menor, mais ridículo e menos promissor bloco de carnaval de rua de Brasília” surgiu em 2011, como uma brincadeira entre amigos. “Como ficaríamos em Brasília, chamamos algumas pessoas para fazer uma bagunça com um carro de som ao redor do balão da 201 Sul no sábado de carnaval”, conta.

Foi assim que começou o bloco, com cerca de cem pessoas, vestidas de babydoll, em homenagem à clássica música de Robertinho de Recife que dá nome ao bloco. No ano passado, 15 mil pessoas entraram na folia ao redor do balão da Praça do Cruzeiro. Quando não é carnaval, David não dispensa um fim de semana de descanso e com boa gastronomia.

Sábado

Manhã
David gosta de aproveitar a manhã de sábado para dormir, “sem dor na consciência”. Mas quando consegue acordar cedo, gosta de ir com a namorada tomar um café no Daniel Briand. “Na verdade, o café fica por conta dela, eu peço uma bomba de chocolate mesmo”, confessa, aos risos.

Tarde
Depois de comer na rua a semana inteira, David gosta de almoçar na casa da mãe. Mas, de vez em quando, escolhe um restaurante da cidade, como o Loca Como Tu Madre (306 Sul). “Para entrada, o melhor da casa são as abobrinhas recheadas com trio de cogumelo e maçaricadas com parmesão”, indica.

Noite
“Gosto de ir ao bar Santuário (214 Norte) para beber cerveja boa”, diz o músico, que recomenda a Hazelnut Brown Nectar e a empanada de alho-poró, “para segurar a onda”.

Domingo

Manhã
Sem exceções, David gosta de usar a manhã de domingo para “dormir, dormir, dormir”.

Tarde
“Se for só para comer e voltar para cama, o Quituart (SHIN QI 9/10) é excelente. Vez ou outra, consigo até encontrar Guaraná Jesus, meu refrigerante preferido”. Quando acorda com disposição, gosta de praticar stand-up paddle no Morro da Asa Delta (SHIS QL 12/14) e de lá, almoçar em food trucks.

Noite
Cinema com a namorada é a prioridade do folião. “Quando não tem nada de bom em cartaz, o Netflix resolve nossa vida”, conta.

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

BARES E RESTAURANTES

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]