Brasília-DF,
19/NOV/2018

Projeto leva esportes, recreação e preservação ambiental ao Lago Sul

A Praia do Cerrado tem áreas específicas para a prática de stand-up paddle, slackline, wakeboard, kitesurfe e wakewinch

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Publicação:30/01/2015 07:25Atualização:30/01/2015 10:24
Areia,guarda-sol... Só falta o mar na Praia do Cerrado
 (Ricardo Marques/Divulgação)
Areia,guarda-sol... Só falta o mar na Praia do Cerrado

“Ss pessoas reclamavam que em Brasília só faltava praia, agora elas chegam aqui e tem”, conta Sergio Marques, um dos idealizadores do projeto Praia do Cerrado. A proposta surgiu entre um grupo de amigos, que decidiu fazer a limpeza e recuperar o espaço do Parque Ariel do Bosque, ao lado da Ponte Costa e Silva.

“Ninguém sabia que esta área de preservação é um parque”, diz Sergio. A praia dos calangos brasilienses começou a funcionar há 11 meses e tem sido um sucesso. A proposta de oferecer a prática de esportes aquáticos e terrestres, com segurança, limpeza e comodidade, tem dado certo.

O terreno, de livre acesso, tem áreas específicas para a prática de stand-up paddle, slackline, wakeboard, kitesurfe e wakewinch. O lugar é aberto a qualquer um que queira pegar um sol e aproveitar a vista.

Como a Praia do Cerrado é um projeto socioambiental, no qual toda a área utilizada é preservada e é estimulado o uso consciente do espaço e a educação ambiental, a maior parte do valor cobrado pelo aluguel de alguns equipamentos é revertido para manutenção do local.

Praia do Cerrado

Parque Ariel do Bosque, QL 10 do Lago Sul, ao lado direito da Ponte Costa e Silva. Até o carnaval, aberto de terça a domingo, das 9h até o Sol se pôr. Depois, de quinta a domingo, das 10h até o Sol se pôr. Informações: (61) 8451-6167. Stand-up paddle: R$ 25 por 1 hora; Slackline gratuito; Curso de Kitesurfe R$ 1.200; e Wakewinch R$ 50, a hora.

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

BARES E RESTAURANTES

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]