Brasília-DF,
20/OUT/2017

Minha agenda: artista plástico João Diniz conta o que faz no fim de semana

No tempo livre, o artista alimenta a paixão por videogames, quadrinhos nonsense e atacando de baixista

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Publicação:26/06/2015 07:36Atualização:26/06/2015 10:24


Aos 24 anos, o artista plástico brasiliense João Diniz acaba de retornar de um período de dois meses de residência artística no centro cultural Haihatus, na Finlândia, para onde voltará em outubro, por conta de uma exposição. Integrante do ateliê Espaçonave, João voltou “bastante interessado nas novas possibilidades de trabalho. Espero que sejam momentos de crescimento e experimentação”. Por recomendações médicas, João tem pedalado nas ciclovias da cidade e nadado no Lago Paranoá: “Em especial nesses dias de muito sol que chegam com a seca”. No tempo livre, o artista alimenta a paixão por videogames, quadrinhos nonsense e atacando de baixista.

Sábado

Manhã
“As manhãs de sábado tendem a ser solitárias, pois os amigos geralmente saem para a noitada na sexta, e eu sou mais reservado”, conta. Depois de preparar o café da manhã, João gosta de assistir à animação Porco rosso, do Studio Ghibli.

Tarde
O artista aproveita para matar a saudade dos amigos os chamando para um almoço. “É muito comum irmos ao Pequim (405 Norte) e comer lombo de porco agridoce”, conta. A depender da época, o almoço é seguido de um mergulho no Lago Paranoá ou de umas partidas de videogame.

Noite
Quando os prazos para editais apertam, o trabalho vira o programa da noite. Quando o tempo permite, João gosta de ir ao Moebius Café com os amigos. No local, eles se divertem com jogos de tabuleiro e se deliciam com milk-shake de paçoca.

Domingo
Manhã
Domingo é dia de preguiça. “Reservo para não fazer nada”, conta. Às vezes, João abre uma exceção para alguma atividade ao ar livre, como natação, bicicleta ou caiaque.

Tarde
O restaurante Nosso Mar (115 Norte) é um dos preferidos de João. “Meu prato preferido é caranguejo. Você como em etapas. É divertido”, explica

Noite
O fim de semana costuma terminar na casa da mãe do artista. “Curto uma rede e o vento frio que bate.” Além disso, mãe e filho assistem a filmes e comem tapioca.

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

BARES E RESTAURANTES

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]