Brasília-DF,
20/OUT/2017

Cantora Nãnan Matos mostra riquezas do Plano Piloto e cidades

A artista apresenta pontos de Brasília e do Distrito Federal que mais chamam sua atenção

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Publicação:26/02/2016 06:18
Em turnê do show Ma Binu, a cantora pretende lançar o primeiro disco em junho deste ano (Thaís Mallon/Divulgação)
Em turnê do show Ma Binu, a cantora pretende lançar o primeiro disco em junho deste ano
 
Com o charme da beleza negra e uma voz que retrata os timbres da raiz afro-brasileira, a cantora Nãnan Matos é destaque na cena cultural brasiliense. Em turnê do show Ma Binu, ela encanta a cidade com canções como Mulher mandinga e pretende lançar o primeiro disco em junho deste ano. De um jeito natural e simples, a cantora mostra como aproveitar a diversidade artística da cidade e valorizar as riquezas do Plano Piloto e das cidades.

SÁBADO

Manhã

Amante da natureza, Nãnan aproveita as manhãs de sábado em cachoeiras ou parques ecológicos. “Eu gosto da parte natural do DF, de cachoeiras como o Salto do Itiquira”,
conta a cantora.

Tarde

Por paixão ao trabalho, Nãnan aproveita as tardes de sábado para se divertir com música: “Quando não estou ensaiando, participo de atividades culturais ou faço oficinas de dança africana”. Ela complementa dizendo que mostra a força dos timbres africanos e a beleza das
danças que fazem parte
da raiz brasileira.

Noite

“À noite, geralmente, vou curtir a cidade, procuro assistir a shows de bandas novas ou de amigos”, diz a cantora, que costuma ir à Funarte e ao Museu Nacional da República. “Um dos últimos shows a que assisti e gostei muito foi na programação do Casa Viva, uma ONG no Paranoá
que faz encontros de Maracatu”, acrescenta.


DOMINGO

Noite

Para terminar o fim de semana em clima cultural, Nãnan gosta de ir ao teatro. O teatro do SESC Newton Rossi é um de seus favoritos. “Adoro procurar a programações culturais pela cidade. Não me limito ao Plano Piloto”, afirma a cantora.

Manhã

Nas manhãs de domingo, Nãnan corre no Parque
da Cidade, na Ermida Dom Bosco ou mergulha no Córrego do Urubu,
que fica no Lago Norte.
“O Córrego do Urubu
tem uma cachoeira pequena que frequento muito”, acrescenta.

Tarde

Durante a tarde, a cantora fica em casa  para assistir a filmes. Recentemente ela assistiu ao documentário What happened, Miss Simone?, que conta a trajetória da cantora Nina Simone.
Ela se emocionou com o longa e recomenda.
 

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

BARES E RESTAURANTES

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]