Brasília-DF,
25/JUN/2018

Dança, circo e teatro são formas de representar peça O Baile

O espetáculo deu os passos iniciais em 2009, a partir da construção do aparelho cênico, que tem geometria associada a Brasília

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Publicação:28/06/2013 06:11Atualização:27/06/2013 17:35

Argonautas reúne dança, circo e teatro em O baile (Magno Junior/Divulgação)
Argonautas reúne dança, circo e teatro em O baile
O Baile é uma história contada no ar. Apoiados em uma estrutura com cinco mastros interligados, seis personagens enfrentam a ditadura da estética, a metros de altura, durante uma festa que reúne dança, circo e teatro — convidados indispensáveis à linguagem da Trupe de Argonautas. Em cartaz no Teatro Plínio Marcos (Funarte), sexta (28/6) e sábado (29/6), às 21h, e domingo, às 20h, o grupo se apresenta para todas as idades, como uma prévia das sessões a serem realizadas no Eixão do Lazer, sempre aos domingos, de 14 de julho a 25 de agosto.


Saiba mais...
Na trama, a vaidade foi escolhida como caminho. A superficialidade das relações, o culto ao corpo e as pressões sociais por um padrão de beleza aparecem salpicados nas cenas, de forma não linear, encarnadas por seis personagens à procura de si e do outro. “Num ambiente festivo, as pessoas passam umas pelas outras e não firmam uma relação, tudo parece escorrer pelas mãos. Elas paqueram, se olham, mas não fixam nenhum tipo de sentimento”, explica a atriz, bailarina e coreógrafa Lívia Bennet, que assina, nesta montagem, sua primeira direção.


O espetáculo deu os passos iniciais em 2009, a partir da construção do aparelho cênico, que tem geometria associada a Brasília. O foco recaiu, naturalmente, sobre o trabalho de corpo, com movimentos importados do pole dance, dança em torno de uma barra vertical.


A intérprete Súlian Princivalli pulverizou esse material entre os integrantes, a partir de oficinas e treinamentos, seguidos de improvisações. O resultado é uma criação coletiva com a cara da trupe, desta vez embalada por uma trilha sonora eclética, que vai de Nelson Gonçalves a Sepultura, passando por Edson Cordeiro e ritmos do funk.

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

BARES E RESTAURANTES