Brasília-DF,
21/FEV/2018

Projeto de diplomação se transforma na peça Cinco movimentos a duas vozes

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Publicação:06/07/2013 09:26

Peça em cartaz no Goldoni reúne no elenco formandos do Dulcina (Ricardo Albertini/Divulgação)
Peça em cartaz no Goldoni reúne no elenco formandos do Dulcina
Dez atores se revezam em cinco esquetes no espetáculo Cinco movimentos a duas vozes, que fica em cartaz sábado e domingo, no Teatro Goldoni (208/209 Sul), com entrada franca. Nove deles são recém-graduados no bacharelado de interpretação teatral da Faculdade de Artes Dulcina de Moraes. O 10º, Pedro Ribeiro, entra como ator convidado. À frente da montagem, o diretor Cléber Lopes (o mesmo que, no ano passado, dirigiu Frágil, no Teatro Caleidoscópio).


Para o espetáculo, produzido como projeto de diplomação do grupo, Kléber tomou como base cinco textos curtos de Alcione Araújo, organizados e publicados por Maria Clara Machado, na década de 1970, na Revista de Teatro. Em cada um deles, dois personagens dialogam, expondo sentimentos e conflitos. A coletânea de textos acabou servindo perfeitamente como proposição de exercício cênico, devido à diversidade de palhetas emocionais propostas por Alcione, que alternam drama e comédia.

Cinco movimentos a duas vozes

Sábado, às 21h, e domingo, às 20h, no Teatro Goldoni (208/209 Sul). Entrada franca. Não recomendado para
menores de 12 anos.

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

BARES E RESTAURANTES